Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

07 Dezembro de 2019 | 05h32 - Actualizado em 07 Dezembro de 2019 | 15h53

Concessão de USD 247 milhões para Angola marca noticiário económico

Luanda - A terceira concessão para Angola de 247 milhões de dólares, pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), de um total de 1.48 mil milhões, no quadro do programa de reformas acordado com o Governo angolano, marcou a semana económica que hoje (sábado) termina.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Um dos desembolsos foi feito, em Junho deste ano, no valor 248,15 milhões de dólares, altura da conclusão da primeira revisão do programa económico de Angola, apoiado por um acordo alargado ao abrigo do Fundo de Extensão (FEP), criado para prestar assistência aos países com sérios desequilíbrios de pagamentos, devido à impedimentos estruturais.

No sector dos petróleos, constituiu destaque o facto de Angola assumir a vice-presidência da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), instituição que será presidida pelo ministro da Energia da Argélia, Mohamed Arkab.

Angola já líderou a OPEP em 2009, dois anos depois de aderir o cartel (2007), cujo presidente foi na altura o ex-ministro dos Petróleos, Desidério Costa, que foi coadjuvado pelo ex-ministro de Minas e Energia do Equador, Galo Chiriboga.

Neste sector, constitui igualmente destaque  o aumento dos cortes na produção petrolífera, uma decisão que foi tomada na 177ª Reunião da Conferência de Ministros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP)  em Viena (Áustria).

No sector dos Transportes, a definição do reforço do Porto de Luanda na garantia,  segurança de pessoas e bens e a melhoria da sinalização marítima como dois importantes projectos a serem concretizados em 2020.

Com a melhoria da sinalização, o Porto de Luanda pretende assegurar a navegação das embarcações dentro e nos arredores da baía de Luanda.

Assuntos Economia   Resenha  

Leia também
  • 06/12/2019 20:25:27

    Cooperativas sob ameaça de perderem licenças diamantíferas

    Saurimo - As cooperativas de diamantes que, dentro de dois anos, não forem competitivas e nem contribuírem com receitas fiscais vão perder a licença de exploração, alertou hoje na Lunda Sul, o director Nacional dos Recursos Minerais, André Buta.

  • 06/12/2019 20:12:47

    Angola assume vice-presidência da OPEP

    Luanda - O ministro dos Recursos Minerais e Petróleos da República de Angola, Diamantino Azevedo, foi eleito nesta sexta-feira, em Viena (Áustria), vice-presidente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), instituição que será presidido pelo ministro da Energia da Argélia, Mohamed Arkab.

  • 06/12/2019 19:31:49

    OPEP aumenta cortes na produção petrolífera

    Luanda - A 177ª Reunião da Conferência de Ministros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) decidiu nesta sexta-feira, em Viena (Áustria), fazer um incremento de 500 mil barris por dia (mbpd) aos cortes definidos em 2018 (um milhão e 200 mbpd), com vista a estabilização do preço do "ouro negro" no mercado internacional.