Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

03 Dezembro de 2019 | 20h28 - Actualizado em 04 Dezembro de 2019 | 12h17

Navios cruzeiros impulsionam turismo nacional

Luanda - A atracagem de navios cruzeiros no país contribui para a divulgação da imagem de Angola no mundo e para o desenvolvimento do turismo nacional, afirmou hoje diretor nacional da promoção turística e reservas, Lukene Araújo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Navio de Cruzeiro Albatros

Foto: Cedida à angop

diretor nacional da promoção turística e reservas, Lukene Araújo

Foto: Cedida à angop

Em declarações à Angop, a propósito da atracagem, nesta terça-feira, do "Navio de Cruzeiro Albatros" em Luanda, com 380 turistas a bordo, o gestor frisou que, com os cruzeiros, o país pode dinamizar a atracção de turistas estrangeiros.

Para si, a vinda de cruzeiros ao país é um indício de que Angola está na rota dos navios e a despertar o interesse de turistas estrangeiros, o que é salutar, uma vez que o turismo divulga as potencialidades do país.

Reconheceu que o sector do turismo em Angola enfrenta várias dificuldades, sendo que a captação de mais investimentos e o estabelecimento de políticas capazes de atrair parcerias credíveis fazem parte das necessidades actuais, que podem ser minimizadas com actividades do género.

O director-geral da agência de viagens "TravelGest" salientou que, apesar das dificuldades, o turismo desempenha um papel fulcral no desenvolvimento da economia angolana, por haver potencial suficiente para alavancar essa indústria e arrecadar receitas, com a participação do empresariado estrangeiro.

O "Albatros" é o 38º navio de cruzeiro a escalar Angola, desde Outubro de 2012, no âmbito da promoção do turismo nacional.

A embarcação norte-americana, que aportou em Luanda nas primeiras horas do dia, deixa a capital angolana no final da tarde, depois de os turistas efectuarem um tour por distintos pontos turísticos da cidade, tais como a Fortaleza de São Miguel, o Museu da Escravatura, a  Ilha de Luanda, entre outros.

Assuntos Embarque