Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

11 Dezembro de 2019 | 13h09 - Actualizado em 11 Dezembro de 2019 | 13h09

Empresários podem contribuir para desenvolvimento do país

Ondjiva - O ministro do Comércio, Joffre Van-Dúnem Júnior, defendeu nesta quarta-feira, em Ondjiva, a criação de uma classe empresarial mais dinâmica, focada na melhoria do ambiente de negócio e no desenvolvimento socioeconómico do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cunene: Joffre Van-Dúnem - Ministro do Comércio

Foto: JOSÉ CACHIVA

Ao falar num encontro de auscultação dos empresários do Cunene, o ministro disse ser necessário que a classe empresarial aposte mais nos investimentos da área do agro-negócio, para garantir a segurança alimentar.

Informou que os empresários devem ter maior capacidade e visão estratégica de aproveitar as oportunidades disponíveis, saber aplicar os valores recebidos dos bancos, apostar nos projectos que elevam o crescimento da economia e a criação de mais postos de emprego.

O governante afirmou que a aposta na implementação de novos investimentos seria o caminho viável, para que o país volte a registar crescimento económico e proporcionar melhores rendimentos e o bem-estar social das famílias.

Ao se referir à província do Cunene, explicou que dispõe de condições e possibilidades económicas necessárias, para que haja trocas comerciais com o país vizinho (Namíbia) e aumentar a exportação da produção nacional.

Por outro lado, Joffre Van-Dúnem Júnior referiu que com a ratificação do comércio livre da SADC, os agentes económicos deveriam primar pelo espírito empreendedor e na concepção de projectos resultantes de maior atracção de capitais para o país.

Por seu turno, o vice-presidente da Câmara de Comércio e Indústria do Cunene, Francisco Lumbamba, é de opinião que se desburocratize os procedimentos, para que facilite os empresários na concessão de crédito permitindo que alarguem os seus negócios nas 18 províncias do país.

Lembrou que actualmente a Câmara de Comércio e Indústria no Cunene, conta com 100 empresários ligados ao sector agro-pecuário, construção civil, prestação de serviços, entre outras áreas.

O ministro do Comércio, que está no Cunene desde segunda-feira, cumpre hoje o seu último dia de visita de trabalho no município de Ombadja.

Assuntos Província » Cunene  

Leia também
  • 10/12/2019 18:14:46

    Obras do mercado do Cuanhama retomam em 2020

    Ondjiva - As obras do primeiro mercado de grande dimensão na província do Cunene, paralisadas em 2015, devido à conjuntura económica no país, retomam em 2020, disse hoje, o ministro do Comércio, Joffre Van-Dúnem Júnior.

  • 10/12/2019 14:00:41

    Angola conta com posto transfronteiriço de mercadorias em 2020

    Ondjiva - Angola vai beneficiar, a partir de 2020, do primeiro posto transfronteiriço de paragem única de mercadorias em Santa-Clara, província do Cunene, anunciou nesta segunda-feira o ministro do Comércio, Joffre Van-Dúnem Júnior.

  • 07/12/2019 16:23:28

    Chuva reanima esperança dos camponeses do Cunene

    Ondjiva - Os camponeses do município do Cuanhama, província do Cunene, manifestaram-se, este sábado, satisfeitos com o retorno da chuva intensa que cai na região nos últimos dias, e mantêm esperança numa "boa" lavoura.