Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

11 Dezembro de 2019 | 12h47 - Actualizado em 11 Dezembro de 2019 | 12h45

MOSAP conta com Akz 100 milhões para produção de sementes

Malanje - Cem milhões de kwanzas estão disponíveis para o MOSAP II (Projecto de Agricultura Familiar e Comercialização) multiplicar sementes de feijão destinadas às famílias camponesas em Malanje, a fim de reduzir a importação e aumentar a produtividade dessa cultura.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O projecto de multiplicação está a ser desenvolvido em parceria com a fazenda Nutrimutolo, localizada na comuna de Kizenga, município de Cacuso, e prevê produzir 100 hectares de sementes de feijão, tendo sido já plantados 30 hectares, prevendo-se mais 50 para o início da segunda época agrícola e outras 20 para Novembro de 2020.

A informação foi prestada hoje (quarta-feira), pelo coordenador do MOSAP II em Malanje, Paulo Sozinho, adiantando que se estima uma colheita de 100 toneladas de sementes de feijão até o segundo semestre de 2020, que serão distribuídas as duas mil famílias a serem apoiadas pelo projecto na próxima campanha agrícola.

Segundo a fonte, a variedade de feijão a ser introduzida é rentável, por ser de ciclo curto e adequa-se ao clima da região, o que vai permitir poupar cinco vezes mais o valor que se tem aplicado na compra de sementes dentro e fora do país, assim como diminuir as dificuldades que o sector familiar enfrenta na aquisição de sementes.

Após a colheita, o feijão entrará no processo de selecção e calibragem, para chegar ao produtor familiar sem impurezas, conforme explicações de Paulo Sozinho.  

Por outro lado, o responsável disse que o MOSAP II está ainda a levar a cabo um outro projecto de multiplicação de 50 hectares de estacas melhoradas de mandioca, orçado em 33 milhões de kwanzas, para contribuir na inserção de variedades resistentes à virose que frequentemente assola esta cultura e resulta em perdas de largas áreas de cultivo.

Com estas acções, referiu, o projecto pretende alavancar cada vez mais a agricultura familiar e alcançar, nos próximos anos, a auto-suficiência alimentar.

Implementado desde 2016, o projecto Mosap II abrange os municípios de Malanje, Cacuso, Kiwaba Nzoji, Mucari, Calandula, Cunda-dia-Base, Cambundi-Catembo, Cahombo, Massango, Quela e Cangandala.

Beneficia 35 mil pequenos agricultores organizados em cooperativas. Além de Malanje, o Mosap II está implantado nas províncias do Huambo e Bié.

Leia também
  • 11/12/2019 07:10:59

    Zaire conta com novas subestações eléctricas e sistema de água

    Luanda - Diversas infra-estruturas eléctricas e de abastecimento de águas, fundamentais para o relançamento da vida económica, foram inauguradas nesta terça-feira (10), nos municípios de Tomboco , Kuimba e Mbanza Kongo, na província do Zaire.

  • 11/12/2019 05:33:29

    Veterinária levanta proibição da venda de suínos na Humpata

    Lubango - Sete meses após a ocorrência da peste suína africana que dizimou mais de mil porcos, os produtores, comerciantes e consumidores de suínos na comuna das Neves (Humpata) já podem voltar a movimentar o comércio da carne e derivados, levantada que está a proibição pelo Instituto de Veterinária na Huíla.

  • 11/12/2019 05:14:22

    Huíla: Cooperativa prevê triplicar produção de batata com PAC

    Lubango - A Cooperativa 1º de Maio, a mais produtiva do perímetro irrigado da Matala, na Huíla, prevê triplicar a produção de batata rena, de quatro mil toneladas anual para 12 mil toneladas, com o Programa de Apoio ao Crédito (PAC), informou terça-feira, no Lubango, o seu presidente, Victor Fernandes.