Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

11 Dezembro de 2019 | 07h10 - Actualizado em 11 Dezembro de 2019 | 07h10

Zaire conta com novas subestações eléctricas e sistema de água

Luanda - Diversas infra-estruturas eléctricas e de abastecimento de águas, fundamentais para o relançamento da vida económica, foram inauguradas nesta terça-feira (10), nos municípios de Tomboco , Kuimba e Mbanza Kongo, na província do Zaire.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Orientada pelo ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, as infraestruturas visam atingir as aspirações do Programa Nacional de Desenvolvimento (PND), no âmbito do projecto de electrificação e ligações domiciliares do corredor Zaire-Bengo,

Acompanhado do governador da provincial do Zaire, Pedro Armando Júlia, o ministro  inaugurou a nova subestação de 220/30 kv do Tomboco, município localizado a 155 km de Mbanza Kongo, com potência instalada de 60 MVAS, com 18 pts instalados para beneficiar cerca de 2000 mil famílias desta localidade.

Na sequência, os governantes e demais entidades deslocaram-se à cidade de Mbanza Kongo, onde foi igualmente inaugurada a nova estação de tratamento de água que sofreu um aumento significativo da sua capacidade para atender as necessidades actuais.

Já no município do Cuimba foi inaugurada a subestação que envolve uma rede com raio de acção de electrificação com cerca 40 km, comportando 24 pts, que vão alimentar mais de cinco mil famílias.

No decorrer do evento, o ministro João Baptista Borges orientou a ENDE no sentido de facilitar a tramitação dos contratos dos consumidores, para que haja maior aderência deste serviço e criar maior interacção com a empresa, para maior promoção do acesso a este serviço, garantido e estimulando as receitas para retorno dos investimentos feitos.

 

O governante  referiu ainda que o investimento abre portas a todos os que pretendem investir na província e, por outro lado, os operadores económicos já se podem sentir aliviados com os custos absorvidos pela compra de combustíveis para alimentar os geradores.

Por seu turno, o governador da província, Pedro Maquita, pediu que a população cuide e vigie estes bens, tendo referido que a energia é um grande bem e que sem ela não há desenvolvimento.

O governador agradeceu de igual modo o empenho dos quadros do sector pelo engajamento no aumento da capacidade de oferta de água e de luz ao Zaire.

 

Assuntos Economia  

Leia também
  • 11/12/2019 05:33:29

    Veterinária levanta proibição da venda de suínos na Humpata

    Lubango - Sete meses após a ocorrência da peste suína africana que dizimou mais de mil porcos, os produtores, comerciantes e consumidores de suínos na comuna das Neves (Humpata) já podem voltar a movimentar o comércio da carne e derivados, levantada que está a proibição pelo Instituto de Veterinária na Huíla.

  • 11/12/2019 05:14:22

    Huíla: Cooperativa prevê triplicar produção de batata com PAC

    Lubango - A Cooperativa 1º de Maio, a mais produtiva do perímetro irrigado da Matala, na Huíla, prevê triplicar a produção de batata rena, de quatro mil toneladas anual para 12 mil toneladas, com o Programa de Apoio ao Crédito (PAC), informou terça-feira, no Lubango, o seu presidente, Victor Fernandes.

  • 10/12/2019 22:40:56

    Angola adere à Rede Internacional da Concorrência

    Luanda - A Autoridade Reguladora da Concorrência de Angola (ARC) foi confirmada hoje, terça-feira, como membro da Rede Internacional de Concorrência (International Competition Network - ICN), organização internacional de cooperação, fundada em 2001.