Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

19 Dezembro de 2019 | 13h30 - Actualizado em 19 Dezembro de 2019 | 13h29

Administração de Londuimbali distribui mais de quinze mil plantas de café

Londuimbali - Quinze mil mudas de café Arábica foram distribuídos, esta quinta-feira, a 30 famílias camponesas da Ombala Cajimbi, adstrita ao município de Londuimbali, província do Huambo, numa iniciativa da administração local, que visa o fomento da produção do café e revitalização da cultura naquela circunscrição.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O facto foi avançado à Angop pelo chefe de repartição da Agricultura local, Eugénio Rufino Lazaro, tendo informado que o café foi plantado numa área de um hectare e meio, numa iniciativa da administração que visa a revitalização e o fomento de produtos do campo de alto rendimento familiar.

O responsável explicou que foi seleccionada a Ombala de Cajimbi por ser uma região onde, por iniciativa própria, um agricultor colheu, este ano, um total de duas toneladas de café, o que incentivou a administração a adquirir as 15 mil plantas e distribuir gratuitamente às famílias camponesas da localidade.

Na ocasião, Eugénio Rufino Lazaro exortou os camponeses no sentido de acompanhar, de forma detalhada, as plantas postas à sua disposição, para terem o rendimento esperado e contribuir no aumento da renda familiar.

O ministro da Agricultura e Florestas, António de Assis, procedeu em Novembro deste ano, no município do Mungo (Huambo), ao lançamento do Programa de Revitalização da Cultura do Café Arábica no sector familiar, com o objectivo de contribuir para as estratégias de combate à pobreza e, ao mesmo tempo, garantir a segurança e qualidade alimentar.

Decorrido na aldeia de Beteleme, 157 quilómetros da cidade do Huambo, o acto, testemunhado pela governadora do planalto central, Joana Lina, ficou marcado pela distribuição de 15 mil mudas de café arábica a 30 famílias camponesas desta localidade, que possui três mil moradores que têm a agricultura como fonte de sustento.

O programa vai beneficiar, numa primeira fase, os municípios do Bailundo, Chicala-Cholohanga, Londuimbali, Huambo e Mungo, com a selecção de 30 famílias camponesas de cada uma das localidades, num total de 150, com vista a evitar a monocultura e a criar sustentabilidade dos sistemas de produção no país.

Na época colonial, estes municípios eram capazes de produzir mil e 600 toneladas de café comercial, cultivadas numa extensão de cinco mil hectares de terras.

Trajectória do café em Angola

No passado, o café ocupou um lugar de destaque na economia de Angola, tendo sido considerado o principal produto de exportação, atingindo elevadas quantidades e posicionando o país na posição de 3.º maior produtor a nível internacional, em 1974, e o primeiro produto de exportação em Angola, em 1975.

Actualmente, a produção é incipiente, dominada por empresas agrícolas familiares com plantações de baixa produtividade e dificuldades de acesso ao mercado. Trata-se de um café robusto, devido à existência de zonas do país com características edafo-climáticas propícias ao desenvolvimento desta espécie: Bengo, Cabinda, Cuanzas Sul e Cuanza Norte, bem como o Uíge, enquanto o café arábica aprece em pequenas quantidades em Benguela, Bié e Huambo.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 17/12/2019 21:18:25

    Chineses ressaltam potencialidades da província do Huambo

    Huambo - As autoridades da cidade chinesa de Taizhou ressaltaram, esta terça-feira, que a província angolana do Huambo é “um bom exemplo” para o investimento, pela sua posição geo-estratégica e as potencialidades agro-pecuárias e turísticas que possui.

  • 17/12/2019 20:59:26

    Governo do Huambo busca estratégias para revitalizar parque industrial

    Huambo - O Governo da província do Huambo trabalha, com base na relação que deve existir entre a produção económica, instituições financeiras (bancos) e os empresários, para a consolidação de estratégias favoráveis à revitalização do parque industrial local, com foco no desenvolvimento sustentável da região.

  • 17/12/2019 16:11:02

    Protteja Seguros abre primeiro balcão fora de Luanda

    Huambo - A empresa “Protteja Seguros S.A” abriu hoje, terça-feira, o seu primeiro balcão de atendimento na cidade do Huambo, o quarto a nível do país, numa parceria com os Correios e Telégrafos de Angola EP.