Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

07 Março de 2019 | 18h14 - Actualizado em 07 Março de 2019 | 18h18

Mau estado das vias condiciona desenvolvimento da Cerca

Cerca - O péssimo estado das vias de acesso à comuna da Cerca, município de Golungo Alto, província de Cuanza Norte, está a inviabilizar o desenvolvimento económico e social da circunscrição, afirmou hoje a administradora local, Donana da Silva Filho, à margem da visita de constatação e auscultação do governador provincial, Adriano Mendes de Carvalho, àquela comunidade.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Viatura emperrada na durante viagem do Governador do Cuanza Norte à comuna da Cerca

Foto: Angop

Administradora da comuna da Cerca, Donana Filho

Foto: Angop

Em declarações à imprensa, no local, a administradora comunal referiu que a comuna da Cerca constitui um grande potencial económico da província, mas a exploração das suas riquezas está condicionada ao mau estado das vias de acesso à localidade.

A administradora revelou que o estado degradante da estrada que liga as comunas de Cambondo e Cerca, passando pela localidade de Açude, num percurso de 16 quilómetros, deixa intransitável a via, que clama por obras de restauro há mais de 10 anos.

Lamentou o agudizar da situação, nos últimos tempos, pelo facto da via, no ramal que liga a estrada nacional nº 230, a partir da Beira Alta, comuna de Zenza do Itombe, num percurso de 31 quilómetros, que serviria de alternativa,encontrar-se também degradada, permitindo apenas a circulação de viaturas com tracção a todo terreno.

Destacou a exploração de madeira em “grande escala” , o cultivo de café, óleo de palma, cana-de-açúcar, cacau, banana, citrinos como limão, tangerina e laranja, o feijão, milho, ginguba, como os principais produtos de produção local.

A região tem também ferro e  cobre, que se fossem explorados ajudariam a desenvolver e melhorar as condições de vida da população.

O sector da saúde na comuna da Cerca conta com três postos médicos e igual número de técnicos, enquanto a rede escolar controla 13 escolas primárias com 19 professores, 679 crianças matriculadas da iniciação à 6ª classe, no ano lectivo2019.

O director do Gabinete provincial da Educação no Cuanza Norte, Manuel Lourenço, anunciou a transferência nos próximos dias, de 10 novos professores para a comuna, numa primeira fase, admitidos no concurso público de 2018, para suprir as vagas deixadas pelos docentes reformados.

Por seu turno, o governador da província do Cuanza Norte, Adriano Mendes de Carvalho, prometeu trabalhar no sentido de resolver o problema das estradas para promover o desenvolvimento local, assim como incentivar a produção agrícola da comuna.

Fez saber que o governo provincial vai procurar persuadir os bancos no sentido de ajudar na compra do café que se encontra armazenado na província, bem como a promover o incentivo ao cultivo desse produto e outras culturas.

A comuna da Cerca dista a 30 quilómetros do município de Golungo Alto, possui 432 quilómetros quadrados de extensão territorial e uma população estimada em 4.800 habitantes.

Leia também
  • 07/03/2019 17:17:34

    Café deteriora-se por falta de comprador

    Cerca - Cerca de 20 toneladas de café mabuba armazenadas em residências e terreiros na comuna da Cerca, município de Golungo Alto,província do Cuanza Norte, estão a estragar-se por falta de compradores e devido ao mau estado das vias de acesso à circunscrição.

  • 23/02/2019 02:18:06

    Matadouro de Camabatela paralisado por falta de animais para abate

    Camabatela - O Matadouro Industrial de Camabatela, no município de Ambaca, província de Cuanza Norte, encontra-se paralisado há um mês por falta de animais para o abate, informou, nesta quinta-feira, o administrador local, Malundo Fausto Catessamo.

  • 22/02/2019 01:27:48

    Município de Cazengo absorve investimentos de mais AKZ 307 milhões

    Ndalatando - Trezentos e sete milhões, 985 kwanzas constitui o fundo de investimentos públicos disponibilizados pelo Orçamento Geral do Estado, para o financiamento de 60 projectos centrados no programa de combate à pobreza ao nível do município de Cazengo (sede da província do Cuanza Norte).