Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

14 Março de 2019 | 15h59 - Actualizado em 14 Março de 2019 | 16h41

Situação do IDH inspira cuidados - ministro

Luanda - O ministro da Economia e Planeamento, Pedro Luís da Fonseca, declarou hoje que a situação do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) em Angola inspira cuidados e que a sua melhoria passa pelo empoderamento da mulher, melhoria do género, da nutrição e do ensino.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ao falar no final de um encontro tido com uma delegação do Banco Mundial (BM), Pedro Luís da Fonseca, disse que discutiram a situação do capital humano em Angola e que constataram, independentemente de ter havido circunstâncias adversas ao IDH, avanços tendo passado de 0.39, em 2002, para 0.93, em 2017.

O ministro explicou que o IDH em Angola inspira alguma preocupação, daí o governo ter apostado n um conjunto de intervenções públicas previstas no Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018/2022, concernente à melhoria do capital humano.

Em reacção à situação apresentada pela parte angolana, o BM propôs, segundo  o ministro angolano, além da capacitação técnica, apoiar no sentido de apostar numa melhor priorização das acções e consequentemente do processo de planeamento  e orçamentação das acções concorrentes.

Durante a discussão, foi identificado também insuficiência técnica que vai concorrer para que se melhore a eficiência das despesas públicas para, particularmente, os sectores que concorrem para o IDH.

O titular da pasta da Economia e Planeamento disse que há também um conjunto de intervenções ligadas às águas, agricultura, saúde e construção, que visam garantir à população o acesso aos alimentos com qualidade nutricional requerida para que seja dotado dos meios necessários para proporcionar a produtividade da economia angolana – único factor de melhoria do rendimento das populações e do Produto Interno Bruto (PIB).

Participaram do encontro ministros das Finanças, Energia e Águas, Agricultura, Educação e Saúde e vice-ministros da Administração do Território e Reforma do Estado e da Acção Social Família e Promoção da Mulher.

Na senda dos encontros entre as entidades públicas e o BM, o vice-presidente desta instituição de Bretton Woods para África, Hafez Ghanem, garantiu, nesta quarta-feira, numa audiência com o Presidente da República de Angola, João Lourenço, um apoio financeiro no valor de USD 1,2 mil milhões.

O BM Angola financiou vários projectos, com destaque para o sector da agricultura.

Assuntos Economia  

Leia também
  • 14/03/2019 17:47:21

    BNA prevê relativa estabilidade das Reservas internacionais em 2019

    Luanda - As Reservas Liquidas Internacionais (RLI) angolanas fixaram-se, até Dezembro 2018, em USD 10,6 mil milhões e podem registar uma relativa estabilidade no decurso do ano em curso (2019), segundo o Banco Nacional de Angola (BNA).

  • 14/03/2019 16:20:23

    BNA avalia activos de 12 bancos comerciais

    Luanda - O Banco Nacional de Angola (BNA) vai avaliar, no próximo mês de Abril, a qualidade dos activos de 12 maiores bancos comerciais, no quadro da estabilização do sistema financeiro angolano, anunciou hoje o vice-governador do Banco Central, Manuel Tiago Dias.

  • 14/03/2019 03:01:43

    Gestores públicos na Lunda Sul em seminário sobre contratação pública

    Saurimo - Directores provinciais, administradores municipais, chefes e técnicos de vários departamentos das instituições públicas participaram quarta-feira, em Saurimo (Lunda Sul), numa formação de capacitação sobre contratação pública, promovido pelo Ministério das Finanças.