Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

29 Março de 2019 | 17h42 - Actualizado em 29 Março de 2019 | 17h42

Movicel beneficia-se da experiência da Vodafone

Luanda - A Movicel começa a beneficiar, a partir de hoje, de toda experiência e valência que a Vodafone acumulou ao longo dos anos, no domínio das telecomunicações, para melhorar a prestação dos seus serviços, com base num acordo de parceria assinado nesta sexta-feira em Luanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

PCA da Movicel, Aristides Safeca

Foto: Clemente dos Santos

Director regional executivo da Vodafone para África, Vik Patel

Foto: Clemente

O acordo de parceria, com vigência de dois anos, foi assinado por Aristides Safeca, presidente da Movicel, e Vik Patel, director regional executivo para África da Vodafone.  

Com este acordo, a Movicel vai melhorar o acesso a tarifas mais baixas para ligações internacionais (roaming), estabilização da rede, a cobertura nacional e melhoria dos seus serviços de voz e dados.

A operadora angolana, segundo Aristides Safeca, prestará serviços com elevada qualidade, com inovação, sem as dificuldades de hoje, assim como operará mudanças substanciais na sua actuação no mercado.

Em contrapartida, a Vodafone vai ter a possibilidade de expandir os seus produtos e serviços em Angola, via da Movicel. Além disso, o acordo reserva uma extensão para formação de recursos humanos e outros domínios em que as empresas esperam trabalhar.

Neste acordo, explicou o PCA da Movicel, as partes não envolveram dinheiro.” Haverá uma consultoria estratégica e de condomínio de parceria. Isto significa que a Vodafone não adquiriu qualquer acção, mas que se abriu à experiência para nós e em contrapartida a Movicel abre o seu mercado aos produtos e serviços da parceira.

Esclareceu que existem projectos, entre as partes, que têm custos específicos, como recursos humanos e tecnologias, inseridos no âmbito comercial. Porém, disse, não pode adiantar preços agora, porque dependem de um diagnóstico, em curso, para determinar projectos específicos”.

O gestor da Movicel reconheceu o perído de dificuldades que a companhia está a passar neste momento, mas ainda assim prometeu que oferecerão serviços justos e compatíveis ou acessíveis aos seus clientes.

Em relação ao contrato, Vik Patel, da Vodafone, disse que a sua companhia não tem, nesta altura, interesse em entrar no mercado de telefonia nacional de forma directa, preferindo estar ainda nesta parceria com a Movicel, já que está a passar por um processo de transformação.

“Achamos que era necessário começar com alguém que está a passar por um processo de transformação, tendo em conta que Angola tem uma população bastante jovem  e precisa de um outro melhoramento na área da telefonia digital. É aí  onde pretendemos colocar o nosso foco”, sublinhou o gestor da Vodafone para África.

Informou também que nos últimos quatro anos têm estado a se deslocar para Angola, com o propósito de interagir com as companhias do ramo  e diversos operadores, como  bancos.

A Movicel opera no mercado nacional desde 2003 e é segunda operadora de telefonia móvel do país. Já a Vodafone é a segunda maior operadora de telecomunicações do mundo.

Assuntos Economia   Telecomunicações  

Leia também
  • 29/03/2019 17:29:37

    AIA quer IVA apenas em 2020

    Luanda - O presidente da Associação Industrial de Angola (AIA), José Severino, afirmou hoje não estarem reunidas todas as condições para que Imposto Sobre Valor Acrescentado (IVA) possa entrar em vigor a 01 de Julho próximo, daí ter pedido mais 12 meses.

  • 28/03/2019 21:11:05

    Total divulga vencedores do concurso Startupper do Ano

    Luanda - A 2ª edição do concurso Startupper do ano da petrolífera Total premiou hoje, em Luanda, três jovens que se destacaram na criação de projectos viáveis, inovadores de impacto social e comunitário.

  • 28/03/2019 20:19:31

    CFOs estão confiantes em relação ao futuro das empresas

    Luanda - Cinquenta e um por cento dos CFO - Chief Financial Officer (director financeiro) em Angola está optimista em relação aos resultados financeiros das suas empresas, sentimento que antecipa melhorias no ambiente de negócios.