Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

11 Abril de 2019 | 19h58 - Actualizado em 12 Abril de 2019 | 11h09

Ministro anuncia investimento sueco para electrificar Bengo

Luanda - O ministro angolano da Energia e Águas, João Baptista Borges, anunciou esta quinta-feira, na capital sueca, Estocolmo, que trará para Angola recursos que possibilitarão implementar projectos de electrificação de regiões da província do Bengo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Da esquerda para direita:Embaixador da Suécia em Angola, Lenart Larsson Ministro da Energia e Águas, Engº João Baptista Borges Executivo sueco, Torben Sjöholm Administradora da AIPEX, Sandra Dias dos Santos

Foto: Cedida

“Há um grande engajamento e uma grande disponibilidade das entidades e do governo sueco para implementar projectos de electrificação em Angola. A prova disso é esta reunião que tivemos hoje no Centro de Negócios da Suécia com as empresas envolvidas, com as entidades de créditos”, afirmou o ministro.

Segundo João Baptista Borges, o passo a seguir é procurar implementar esses projectos, pois há já estudos em curso e um financiamento que também vai ser garantido pela agência sueca de crédito SAK.

Por sua vez, o embaixador da Suécia em Angola, Lenart Larsson, disse haver uma grande disposição da Suécia em investir no sector de electrificação e mostrou-se confiante no andamento dos acordos já anunciados. 

“Esperamos que ele (ministro João Borges) leve uma impressão importante e positiva da Suécia, sobre o que a Suécia pode realmente oferecer (para Angola) e também, provavelmente, nós esperamos que ele vai, junto com todas as pessoas no governo de Angola, decidir um projecto que a Suécia pode oferecer na área de energia e na electrificação rural”, concluiu o embaixador.

O executivo de uma das empresas suecas que irá investir em Angola, Torben Sjöholm, ratificou o anúncio do ministro angolano sobre financiamento:

“Aqui está todo o sistema de exportação de crédito sueco, apoiando e estamos apresentando toda a nossa oferta, tanto técnica, como comercial e de financiamento”, referiu Torben.

Após encontros com empresários, entidades suecas e representantes do governo daquele país nórdico, o ministro João Baptista Borges fez tambem um balanço da viagem anterior à Alemanha, ao considerar bastante positiva.

Na Alemanha, o ministro e sua delegação conseguiram manter contactos e identificar com empresas que já trabalham em Angola novas oportunidades no domínio das energias renováveis, principalmente.

”Como se sabe, faz parte da nossa estratégia de expansão da electrificação pelo País. E também projectos no domínio das águas que é um domínio também bastante importante. Não podemos esquecer que não só das dificuldades de acesso à água que ainda há no nosso País, como também dos efeitos da seca e trouxemos também, com isso, expectativas de reforço de cooperação com a Alemanha nesse domínio”, sublinhou.

A administradora da AIPEX, Sandra Dias dos Santos, destacou a importância da presença da agência angolana nesta visita oficial.

“A AIPEX foi convidada pela embaixada da Suécia em Angola para participar nesta delegação para dar sequência do trabalho que foi iniciado em Fevereiro, quando cá estivemos, pelo seminário dia 8 de Fevereiro.

Também estamos a dar apoio à delegação do ministro porque nos encontros que estão a ser feitos há empresas privadas que têm perguntas e dúvidas e querem expor as suas questões”, disse.

Informou estar em preparação um fórum internacional sobre as energias renováveis, em parceria entre a AIPEX e o Ministério da Energia e Águas, daí a sua presença na Suécia, para publicitar e convidar os empresários suecos a participarem nesse fórum sobre energias renováveis.

Assuntos Energia  

Leia também
  • 02/04/2019 19:41:06

    RNT interrompe fornecimento de energia ao Uíge

    Luanda - A Rede Nacional de Transporte de Energia (RNT) interrompeu às 16 horas desta segunda-feira o fornecimento de energia à província do Uíge, devido à queda de três torres da linha de transporte de 220 KV Lucala-Uíge.

  • 23/03/2019 02:03:46

    Fornecimento de energia volta ao normal

    Luanda - O fornecimento de energia às províncias de Luanda, Malanje, Cuanza Norte e Sul e Uíge já a está a ser normalizada, depois do corte geral registado às 20 horas de sexta-feira, informou hoje (sábado) a Rede Nacional de Transporte (RNT).

  • 22/03/2019 22:48:57

    Luanda às escuras por avaria no sistema norte

    Luanda - O corte geral de energia eléctrica que se regista na cidade de Luanda, desde as 20 horas de hoje, deve-se a um problema no sistema norte.