Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

24 Abril de 2019 | 20h58 - Actualizado em 25 Abril de 2019 | 08h13

Reforçado policiamento em zonas de exploração de ouro

Chipindo - Com vista a prevenir novos soterramentos, o Comando Provincial da Polícia Nacional da Huíla reforçou, na terça-feira, o policiamento nas áreas propensas ao garimpo de ouro no município de Chipindo, com novos agentes deslocados do Lubango.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

íla: comissário Arnaldo Manuel Carlos - comandante provincial da PN

Foto: Morais Silva

Em um mês, 16 pessoas morreram soterradas por deslizamentos de terra na zona de garimpo. A situação levou a Polícia Nacional a mobilizar novos agentes que se juntam aos 60 que lá estavam, com vista a melhorar a eficácia do patrulhamento.

Falando aos jornalistas no Chipindo, o comandante provincial, comissário Arnaldo Manuel Carlos, que integra uma delegação multi-sectorial encabeçada pelo vice-governador para o sector técnico e infra-estruturas, Nuno Mahapi Dala, disse que houve um reforço no pessoal, sem no entanto ter avançado números.

Segundo ele, o problema do garimpo no Chipindo constitui preocupação devido ao número de mortes daí resultante, como as ocorridas a 15 de Março (13 vítimas) e as mais recentes a 19 de Abril (três mortos, um dos quais ainda por encontrar).

O oficial fez saber que a medida imediata tem a ver com o reforço do patrulhamento e dentro de dias serão distribuídos meios para melhorar a sua eficácia e inibir os garimpeiros.

“Lançamos as forças no terreno e nos próximos dias vamos atribuir alguns meios, para que o patrulhamento seja mais eficaz”, disse a fonte, frisando que o número de agentes “é suficiente” e que o mais importante é garantir a mobilidade para que eles possam estar em todos os pontos de garimpo.

Fez saber que a acção da polícia não ficará pelo patrulhamento, vai incidir-se também naquelas pessoas que aliciam os jovens com meios, como motorizadas, para à prática do garimpo.

“Para estancar o problema precisamos de medidas mais amplas, como a promoção e o envolvimento de empresas que possam explorar o ouro e gerar riqueza, assim como a sensibilização das pessoas para que não sejam iludidas, pois o garimpo não cria vantagem, nem gera riqueza”, disse o comandante.

Por seu turno, o administrador do Chipindo, Hélder Lourenço, admitiu que os garimpeiros podem ser integrados em actividade de exploração de forma legal, a semelhança das cooperativas nas zonas diamantíferas.

Para ele, é preciso estudar novas zonas de exploração para que se possa dar oportunidade aos jovens de exercerem a actividade ilegalmente.

Actualmente a exploração experimental está a ser feita na Tchicuaqueia, Cassanda, Canjanja, numa zona de 67 hectares, através da empresa Demang. Nesse projecto foram já criados 70 postos de trabalho, desde Março último.

Sessenta e quatro milhões e 376 mil dólares será o valor da facturação anual, resultante da venda de 53 mil e 647 onças desse projecto.

Com uma superfície territorial de três mil e 898 quilómetros quadrados, o município de Chipindo tem uma população estimada em 64.714 habitantes, o que corresponde a uma densidade de 17 habitantes por quilómetro quadrado.

Leia também
  • 24/04/2019 17:54:44

    Falta de gasolina reduz circulação de viaturas em Mbanza Kongo

    Mbanza Kongo - A circulação de viaturas a gasolina a nível da cidade de Mbanza Kongo, capital da província do Zaire, reduziu consideravelmente nos últimos dias por falta deste produto, situação que já se arrasta há mais de dois meses, constatou hoje, quarta-feira, a Angop.

  • 23/04/2019 20:31:55

    Duas mil e 435 empresas de construção civil foram licenciadas

    Malanje - Duas mil e 435 é o número actual de empresas ligadas ao ramo da construção civil, fiscalização e projecção de obras, licenciadas no país, pelo Instituto Regulador da Construção Civil e Obras Públicas (IRCCOP), número que tende a decair drasticamente, em função da situação económica.

  • 23/04/2019 13:27:17

    Camponeses recebem sementes de milho

    Chicomba - Dezassete toneladas de sementes de milho foram distribuídas, este mês, aos camponeses do município de Chicomba, província da Huíla, pela Direcção da Agricultura, de um total de 90 que estavam previstas, no âmbito da campanha agrícola 2018/2019.