Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

16 Maio de 2019 | 19h14 - Actualizado em 17 Maio de 2019 | 12h29

FAO investe mais de AKZ 100 milhões para projectos

Cuito - Cento e vinte e seis milhões de kwanzas é o valor a ser empregue, este ano, pelo Fundo das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), para apoiar camponeses inseridos nas escolas de campo agrícola, na província do Bié.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Logotipo da FAO

Foto: Divulgação

Em declarações hoje (quinta-feira), à Angop, na cidade do Cuito, o coordenador da FAO no Bié, Figueiredo Lourenço, disse que o valor está sendo empregue na implementação de 41 subprojectos que visam o desenvolvimento do sector da agricultura, mormente no cultivo do milho e feijão.

Segundo disse, estão cultivados e semeados, neste ano, mil e 200 hectares, sendo 700 para o cultivo do milho e 500 para o feijão, salientando que, nesta altura a organização prevê uma colheita por parte dos camponeses, perto de 300 mil toneladas de produtos (milho e feijão).

Fez saber que existem na região, 421 escolas de campo, criadas desde 2013, nos municípios do Cuito, Chinguar, Catabola, Nhãrea, Camacupa, Chitembo e Andulo, que dedicam-se a ensinar os camponeses as técnicas de práticas agrárias, aulas de alfabetização até o ano de 2020.

Considerou no entanto, as escolas de campo de ferramenta fundamental para o aumento dos níveis de produção do Bié, salientando que entre os anos de 2013 a 2017, aquela organização já investiu 800 milhões de kwanzas na província, com o mesmo propósito.

Entretanto, convidou os camponeses no sentido de organizarem-se em associações, para facilitar o apoio em inputs e não só, por parte da organização e do governo, através do sector da agricultura.

Com um milhão, 455 mil 255 habitantes, no Bié, segundo dados da União Nacional dos Camponeses Angolanos (UNACA) estão registadas 55 cooperativas e 418 associações de camponeses.

Leia também
  • 12/05/2019 22:45:53

    Lunda Norte, um celeiro quase esquecido

    Dundo - Considerada “ouro verde”, a agricultura na promissora província angolana da Lunda Norte está em declínio, principalmente devido ao investimento tímido e lento no sector, relegado a um quase total esquecimento.

  • 08/11/2018 17:03:30

    Governo pede fim à fuga ao fisco

    Cuito - O governador da província do Bié, Pereira Alfredo defendeu hoje, na cidade do Cuito, a necessidade da Delegação das Finanças pôr fim à fuga ao fisco, para que o Estado possa aumentar a colecta de receitas.

  • 08/11/2018 12:01:22

    Projecto agrícola de Lukunga prevê colher 161 toneladas de produtos

    Mbanza Kongo - Cento e 61 toneladas de produtos agrícolas diversos esperam ser colhidas na campanha 2018/2019 na fazenda denominada Colina de Lukunga, no município do Tomboco, província do Zaire.