Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

20 Maio de 2019 | 18h51 - Actualizado em 20 Maio de 2019 | 19h10

Angola conta com apoio de Portugal no sector da aquicultura

Lisboa (Do enviado especial) - Angola poderá contar com o apoio de Portugal, na formação de quadros, para o desenvolvimento do sector da aquicultura, afirmou em Lisboa a ministra angolana das Pescas e do Mar, Maria Antonieta Baptista.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Maria Antonieta Baptista, ministra angolana das pescas e do mar, na Estação de Piscicultura de Olhão

Foto: Hermenegildo Comanzala

Segundo a ministra, que falava domingo à imprensa, no final da visita de trabalho à Estação de Piscicultura de Olhão, cerca de trezentos quilómetros de Lisboa, Angola tem um défice de quadros capacitados daí a necessidade do apoio de Portugal, que também predispõe-se em transferir tecnologias e know how.

“O centro é um ponto de referência, para estabelecer protocolo de cooperação, para que de uma forma mais célere possam vir estudantes, fazerem as suas práticas, de aquicultura, porque o sector privado, está a necessitar de quadros formados que estejam a residir no país e que possam dar o seu contributo, sendo uma forma de capacitá-los”, disse a ministra.

Na presença do secretário de Estado das pescas de Portugal, José Apolinário, a ministra Maria Antonieta percorreu várias áreas, tendo recebido, pormenorizadamente, explicações do director do centro, Pedro Pousão.

Por sua vez, o secretário de Estado das Pescas de Portugal, José Apolinário, em representação da ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, saudou o empenho do governo angolano em desenvolver o sector, no domínio da pesca e a economia do mar, por isso o seu país está disposto a cooperar.

A Estação Piloto de piscicultura de Olhão (EPPO) é uma estrutura de investigação e Desenvolvimento Tecnológico, com escala pré-industrial em aquacultura e biologia marinha, que constitui o suporte privilegiado para a transferência de tecnologia, formação técnica e científica no domínio.

Entre as linhas de investigação, destacam-se a produção de novas espécies, nutrição, bem-estar e sobretudo, sistemas de produção amigos do ambiente.

A Estação Piloto de Piscicultura, pertence ao Instituto Português do Mar e da Atmosféra (IPMA) que se ocupa da Investigação e Desenvolvimento Tecnológico, com escala pré-industrial em aquacultura e biologia marinha.

A ministra fez-se acompanhar por empresários das províncias de Benguela, Namibe, Cuanza Sul, bem como quadros do seu gabinete.

Assuntos Pesca  

Leia também
  • 18/05/2019 05:56:01

    Ministra faz balanço positivo do Fórum Internacional do Oceano

    Portugal (Do enviado especial) - A ministra angolana das Pescas e do Mar, Maria Antonieta Baptista, considerou, sexta-feira em Lisboa (Portugal), de positivo a participação angolana no Fórum Internacional dos "Oceans Meeting 2019", tendo em conta os painéis abordados no evento.

  • 16/05/2019 19:40:39

    Aberta conferência sobre Oceanos em que Angola participa

    Lisboa (Da correspondente) - A Conferência Ministerial Internacional denominada "Oceans Meeting2019", em que participa a ministra angolana das Pescas e do Mar, Maria Antonieta Baptista, foi aberta hoje, em Lisboa, pela sua homologa portuguesa, Ana Paula Vitorino.

  • 15/05/2019 11:45:07

    Angola participa na conferência sobre oceanos

    Luanda - A República de Angola, representada pela ministra das Pescas e do Mar, Maria Antonieta Baptista, participa, em Lisboa (Portugal), entre quinta e sexta-feira (dias 16 e 17), na Conferência Ministerial Internacional, denominada "Oceans Meeting 2019", onde estarão em debate as estratégias para a sustentabilidade dos oceanos.