Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

21 Maio de 2019 | 20h07 - Actualizado em 21 Maio de 2019 | 20h07

CITIC investe USD 40 milhões na fábrica de alumínio

Luanda - Uma fábrica de perfis de alumínio, com capacidade anual de produção de 10 mil toneladas, um investimento de USD 40 milhões da chinesa CITIC, foi inaugurada nesta terça-feira, na Zona Económica Especial Luanda-Bengo (ZEE), em Viana.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A unidade fabril permitiu criar 300 postos de trabalho e torna-se numas das maiores produtoras de perfis de alumínio para construção civil no país.  

Na cerimónia, o presidente da Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (Aipex), Licínio Vás Contreiras, disse esperar que o projecto cubra uma grande parte das necessidades do mercado nacional, contribuindo deste modo na redução das importações de perfis de alumínio e similares, de modo a aliviar a pressão sobre as reservas cambiais do país.

Embora a primeira fase contempla a importação da matéria-prima, concretamente lingotes de alumínio, o gestor salientou que o projecto prevê para a segunda fase o processamento de sucata, o que vai reduzir drasticamente as necessidades de importação da matéria-prima e induzir de forma indirecta a criação de centenas de postos de trabalho.

O presidente da AIPEX espera que a CITIC continue a apostar na economia angolana e que possam participar activamente no processo de diversificação da economia angolana, com realce para os sectores da agricultura, indústria de processamento alimentar, máquinas e equipamentos agrícolas e através de criação de mecanismos práticos e eficientes ajude a estabelecer parcerias entre empresas angolanas e chinesas no âmbito do desenvolvimento de projecto no sector produtivo.

Na sessão de inauguração, o embaixador da China em Angola, Gong Tao, sublinhou ser a maior fábrica de perfis de alumínio em Angola, dotada de tecnologia moderna e um dos maiores projectos das empresas chinesas em Angola.

Segundo o embaixador, nos últimos anos, as empresas chinesas realizaram uma série de investimento em Angola, envolvendo as áreas de agricultura, processamento, montagem de automóvel, materiais de construção e outros.

Gong Tao adiantou que o investimento da China aperfeiçoa a cadeia industrial e contribui gradualmente para o desenvolvimento socioeconómico de Angola, uma vez que as empresas chinesas permitem a criação de empregos e de formação, ajudando Angola a mitigar os problemas de desempregos.

“O investimento é uma força motriz para o desenvolvimento económico do país. A China está satisfeita com os esforços empreendidos pelo governo angolano para melhorar o ambiente de negócio, atrair investimento, promover a reforma da economia”, disse.

Assegurou que a China está disposta a partilhar experiências com Angola, promovendo a implementação de projectos semelhantes.

Já o administrador executivo da ZEE, Carlos Neto André, referiu que a zona constitui uma importante plataforma institucional para a concretização de investimentos e continuará a desempenhar um papel central no apoio do esforço do Executivo visando a concretização de investimentos privados, contribuindo assim para o crescimento económico.

Segundo Carlos Neto André, a fábrica obedece aos objectivos que consta no Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022, cujas medidas de políticas e acções visam a melhor da situação económica e social, orientadas para a estabilidade macroeconómica, para o crescimento económico e geração de empregos.

A CITIC Alumínio Angola Co, Lda é uma empresa diversificada com foco principal na fabricação de aço e começa o seu funcionamento como maior produtor de perfis de alumínio em Angola, com uma produção anual de 10 mil toneladas de vários tipos de perfis de alumínio para construção.

O investimento para esta unidade fabril foi aprovado a 19 de Abril de 2017 pela extinta Unidade Técnica para o Investimento Privado – UTIP e visa a construção de uma unidade fabril que incluí no seu objecto o processamento de sucata com vista a produção de perfis de alumínio.

A fábrica vai produzir perfis de alumínio para uso na construção civil, incluindo materiais de revestimento em pó e produtos de processamento para produção de portas e janelas.

Assuntos Industrias  

Leia também
  • 26/04/2019 13:24:48

    Satec paralisada há três anos por falta de algodão

    Dondo - A falta de algodão e de reagentes químicos está a condicionar o funcionamento da fábrica de tecidos Satec, que está paralisada há três anos, depois de sua reabilitação, e apetrechamento.

  • 03/04/2019 17:36:35

    Angoplaste vai exportar preformas em pet à RDC

    Luanda - A Angoplaste vai, a partir deste ano, exportar Preformas de plásticos (matéria-prima para fábricas de materiais de plásticos) para o mercado da República Democrática do Congo (RDC), anunciou hoje o seu director-geral, Sérgio Dias.

  • 02/04/2019 15:25:36

    Mais de 60 interessados para sete unidades industriais da ZEE

    Luanda - Mais de 60 investidores nacionais e internacionais manifestaram o seu interesse em comprar as sete unidades industriais, localizadas na Zona Económica Especial Luanda/Bengo (ZEE), depois do lançamento do concurso público, aberto a 28 de Fevereiro último.