Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

24 Maio de 2019 | 13h56 - Actualizado em 24 Maio de 2019 | 13h56

Exploração dos recursos pesqueiros no país é pouco sustentável

Huambo - A exploração dos recursos pesqueiros no país continua a ser feita de forma pouco sustentável, facto que pode comprometer a duração dos produtos dos mares e rios.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Peixe

Foto: Rosario dos Santos

A constatação é do especialista em ecologia dos sistemas aquáticos João Lara Macuva Hotalala, em declarações hoje, sexta-feira, à ANGOP, ao admitir que a actividade piscatória, no país, é ainda insuficiente em termos de sustentabilidade.

Explicou que qualquer exploração sustentável dos recursos pesqueiros assenta, fundamentalmente, na investigação científica do potencial evolutivo e de risco das espécies, o que não se observa em Angola.

Embora reconheça o trabalho de controlo que tem sido feito, para determinar as épocas de captura do pescado e as espécies, João Hotalala é de opinião que o ministério das Pescas e do Mar aposte mais na componente investigativa.

Para ele, a investigação vai permitir criar bases de dados da fauna parasitológica dos recursos pesqueiros e estimar a idade e as etapas de crescimento destes mesmos recursos para melhor serem explorados.

“Angola é dos paises mais ricos em recursos pesqueiros no continente, mas se a exploração não respeitar principios básicos da sustentabilidade corremos o risco sério de perdemos tais recursos a médio prazo”, alertou.

Assuntos Pesca   Província » Huambo  

Leia também
  • 23/05/2019 14:41:01

    PRODESI cadastra 215 produtores no Londuimbali

    Londuimbali - Duzentos e 15 produtores do município do Londuimbali (Huambo) estão a ser cadastrados desde hoje, quinta-feira, no portal do Ministério da Economia e Planeamento, com objectivo de apoiá-los no escoamento de produtos do campo para cidade e obtenção do crédito agrícola.

  • 22/05/2019 14:04:35

    Produção nacional assegura cesta básica da defesa

    Caála - A cesta básica das Forças Armadas Angolana (FAA) e da Polícia Nacional vai ser, brevemente, assegurada por bens produzidos no país, informou hoje na cidade da Caála (Huambo), a técnica da Direcção Nacional de Economia e Competitividade, Luzia Santana Pedro.

  • 21/05/2019 20:06:28

    Acordo Angola/Portugal impulsiona desenvolvimento da indústria pesqueira

    Lisboa (Do enviado especial) - Os governos de Angola e Portugal assinaram segunda-feira, em Lisboa um memorando de entendimento, para reforçar a aplicação de sistemas de controlo da qualidade dos produtos pesqueiros nacionais e desenvolver a indústria angolana processadora de pescado.