Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

10 Junho de 2019 | 10h47 - Actualizado em 10 Junho de 2019 | 13h04

Governo de Cabinda nega existência de hotel com 600 quartos

Cabinda - O secretário provincial do Comércio e Hotelaria de Cabinda, João Macaia Tati, refutou a existência, na cidade de Cabinda, de hotel com 600 quartos em construção e a ser inaugurado no dia 01 de Julho próximo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Sede Administrativa do Governo da Província de Cabinda

Foto: Pedro Joao

João Macaia Tati falava sábado em conferência de imprensa em reacção à notícia publicada a semana passada por certa imprensa nacional e estrangeira e que dava conta da existência, a três quilómetros da base de Malongo, em Cabinda, de uma unidade hoteleira de 600 quartos, com piscinas, campos de jogos e ténis, a ser inaugurada a 01 de Julho.

"Quero aqui afirmar, como responsável pela área de hotelaria e comércio, que não existe nenhuma unidade em Cabinda desta dimensão. E se existe nunca fomos contactados como entidade que regula e licencia esta actividade”, declarou.

Informou que o município sede de Cabinda conta com oito hotéis, sendo a maior unidade o Chiazi, com 132 quartos.

Assuntos Província » Cabinda  

Leia também
  • 31/05/2019 20:37:47

    Cabinda recupera indústria madeireira

    Cabinda - O governo provincial de Cabinda prevê investir cerca de 10,5 milhões de euros na recuperação da indústria madeireira, com incidência para o complexo Pau-Rosa, ex-Mabel (Madeiras de Belize), paralisado há cerca de 20 anos.

  • 25/05/2019 18:03:17

    Polícia Fiscal apreende quatro milhões de francos CFA

    Cabinda - Quatro milhões de francos CFA, que estavam em posse de um cidadão da República do Congo, foram apreendidos pela Polícia Fiscal angolana no posto fronteiriço de Massabi, na província de Cabinda.

  • 23/05/2019 09:02:48

    Espécies vegetais na Floresta do Maiombe serão protegidas

    Cabinda - A Chevron, a Universidade 11 de Novembro, o Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF) e o Instituto Nacional de Gestão Ambiental (INGA) rubricaram nesta terça-feira em Cabinda um memorando de entendimento, como objectivo de preservar e proteger as espécies vegetais na floresta do Maiombe.