Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

09 Junho de 2019 | 16h59 - Actualizado em 10 Junho de 2019 | 11h23

Zona de comércio livre africana fomenta trocas comerciais

Luanda - A Zona de Comércio Livre Continental Africana (ZCLCA) constituiu-se num instrumento fundamental para o aumento das trocas inter-comerciais africanas, com vista ao crescimento do continente, considerou hoje, domingo, o ministro do comércio, Joffre Van-Duném Júnior.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Joffre Van-Dúnem Júnior, Ministro do Comércio

Foto: António Escrivão

De acordo com o governante, que fez este pronunciamento no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro à sua chegada da Etiópia, onde chefiou a delegação angolana a 8ª reunião dos ministros do sector que decorreu na capital Adis Abeba nos dias 7 e 8 do corrente mês.

“ De facto temos de aumentar o comércio inter-africano, porque sem o qual não será possível o crescimento no continente, nem o potenciamento das cadeias de valor a todos os níveis”, disse o ministro.

Segundo o dirigente, a implementação da “ZCLCA”  criará seguramente  vários postos de emprego para os países membros, abrirá oportunidades para o sector privado, onde se acredita que este sector vai participar mais alargadamente no capitulo do desenvolvimento do comércio regional e continental.  

“ O empresariado privado nacional terá de adaptar-se às novas condições do mercantilismo, tendo em vista que doravante deve não só olhar para o mercado interno, de cerca de 25 milhões de consumidores, mas sim da zona da SADC e do continente com cerca de mais de um bilhão de habitantes”, considerou.

Relativamente a zona de comércio livre da SADC, Joffre Van-Duném disse que se avinha a sua entrada em vigor e Angola preparou a sua oferta depois de apreciada pelo sector privado, estando, nesta altura, em vésperas de ir ao conselho de ministro para ser aprovada e posteriormente ratificada para assim, até ao mês de Agosto, fazer-se a oferta na região.

Integraram a delegação angolana o Embaixador na Etiópia e Representante Permanente junto da União Africana, Francisco da Cruz, o Director Nacional do Comércio Externo, Lukonde Luansi, o Chefe Negociador para a Zona de Comércio Livre Continental Africana (ZCLCA), Videira Pedro, e diplomatas da Embaixada.

Angola encontra-se em fase de preparação de procedimentos internos para a ratificação do Acordo de criação da Zona de Comércio Livre Africana (ZCLCA), depois de ter assinado o documento, em Abril de 2018, em Kigali, numa Sessão Extraordinária da Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da União Africana.  

Assuntos União Africana  

Leia também
  • 17/10/2018 19:31:31

    Angola vai buscar parcerias na feira intra-africana

    Luanda - A Feira Comercial Intra-Africana (IATF), a decorrer de 11 a 17 de Dezembro próximo, na cidade do Cairo, Egipto, numa promoção da União Africana (UA) e do Afrexibank, constituirá uma oportunidade para as empresas angolanas públicas e privadas buscarem investimentos para Angola.

  • 26/06/2018 16:29:33

    Mercado único da aviação e zona de comércio livre no topo das conquistas da UA

    Nouakchott (Dos enviados especiais) - A criação do mercado único do transporte aéreo e da zona de comércio livre, bem como o protocolo sobre a livre circulação de pessoas constituem as principais conquistas alcançadas pela União Africana (UA) nos últimos seis meses.

  • 18/01/2017 12:01:13

    Angola: Josefa Sacko quer profissionalismo na agricultura

    Luanda - O profissionalismo na agricultura, com a inclusão da juventude africana, constitui grande oportunidade para a criação de empregos, micro, pequenas e médias empresas e redução da pobreza, afirmou, em Luanda, a candidata de Angola ao cargo de Comissário da União Africana para Economia Rural e Agricultura (pescas e ambiente), Josefa Sacko.