Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

12 Junho de 2019 | 17h12 - Actualizado em 12 Junho de 2019 | 17h13

Fórum recomenda criação de cadeia de valor da banana

Caxito - O Primeiro Fórum provincial de Desenvolvimento Económico do Bengo recomendou, terça-feira, a criação da cadeia de valor da banana, um produto que tem, não só, um seguimento agro-industrial, mas que constrói emprego, gera receitas, e pode ser o garante do desenvolvimento na região.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Esta recomendação vem expressa no comunicado final do evento, que decorreu nessa terça-feira (11 de Junho) na cidade de Caxito, província do Bengo, em que os participantes concluíram ser necessário um melhor aproveitamento da banana, pois dela se pode obter outros derivados.

A província do Bengo é a maior produtora de banana no país, com uma produção média anual de 236 mil e 707 toneladas.

Para além da banana produzida nos seis municípios que compõem a província, a região tem o perímetro irrigado de Caxito, com 4.626 hectares, dos quais 1.100 destinados a produção de banana.

O perímetro exportou, em 2018, seis toneladas de banana, e projecta até 2022 produzir cerca de 563 mil e 279 toneladas.

No domínio da energia, foi recomendado que o governo da província deve junto do Ministério de Energia e Águas solicitar o aumento do consumo da potencia de energia eléctrica actualmente consumida na província (5 mw) e produzida na barragem das Mabubas, para que, para além do Dande e Panguila, os demais municípios possam também se beneficiar .

A barragem hidroeléctrica das Mabubas tem uma capacidade instalada de 25,6 mw, destes, apenas 5 mw é consumida na província.

O fórum recomendou a criação de condições para o melhoramento das vias secundárias e terciárias a nível da província, a fim de facilitar o escoamento dos produtos agrícolas, bem como criar incentivos para que os jovens desenvolvam competências para a criação do seu próprio negócio.

Os participantes sugeriram a capitalização de todos os recursos que aumentem as potencialidades na área do turismo e a criação de roteiros turísticos para facilitar os turistas na localização dos locais de interesse com facilidade.

O 1º Fórum provincial de Desenvolvimento Económico do Bengo decorreu sob o lema “Diversificação da economia, fonte de desenvolvimento local” e abordou, entre outros temas, a banca e o programa de financiamento aos projectos locais, o incentivo ao investimento privado e o turismo como fonte de diversificação da economia.

Assuntos Província » Bengo  

Leia também
  • 11/06/2019 19:17:35

    IDA necessita de três mil técnicos para extensão rural

    Caxito - O Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA) necessita de três mil novos técnicos, para garantir a assistência técnica e extensão rural no país, visando o aumento da produção através do processo de mecanização.

  • 10/06/2019 20:17:21

    Fórum provincial aborda desenvolvimento económico do Bengo

    Caxito - O Primeiro Fórum provincial de Desenvolvimento económico Local, para análise e discussão do papel da província no âmbito da diversificação da economia, acontece terça-feira (11), em Caxito, numa organização do governo provincial do Bengo.

  • 30/05/2019 17:53:25

    Banco Sol disponibiliza mais de 100 mil milhões de kwanzas

    Caxito - Cento e vinte e oito mil milhões de kwanzas é o valor do micro-crédito disponibilizado, este ano, pelo Banco Sol, para apoiar os jovens empreendedores do País, no âmbito de uma parceria com o Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social.