Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

11 Junho de 2019 | 17h22 - Actualizado em 11 Junho de 2019 | 17h21

Huambo: REMPE vai contribuir para estabilização macro-económica

Huambo- A implementação e realização do Recenseamento de Empresas e Estabelecimentos (REMPE), por parte do Instituto Nacional de Estatística (INE), a partir deste ano, vai contribuir para a estabilização macro-económica do país, através da cedência de informações concisas sobre a real situação do sector empresarial.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Esta a afirmação é do coordenador técnico-adjunto do Gabinete Central para a implementação do REMPE, Adão Sebastião Fernando, durante o workshop de apresentação e auscultação pública do projecto, realizado hoje, terça-feira, na cidade do Huambo.

Segundo o responsável, por via desse instrumento, será obtida informação super importante para atingir os objectivos macro-económicos, desenhados no Plano Nacional de Desenvolvimento 2018/2022, com a identificação, caracterização e estruturação das empresas, modo de funcionamento e localização.

Considerou que a realização do recenseamento de empresas e estabelecimentos vai também permitir a formulação das políticas de desenvolvimento económico e social mais ajustadas e direccionadas para a realidade das comunidades.

Deste modo, prosseguiu, poderá se alcançar os objectivos da criação de uma maior capacidade de promoção de oportunidades de investimentos no país e reforçar as estratégias de diversificação da economia nacional.

Adão Sebastião Fernando disse que o REMPE entender-se-á ao sector informal no sentido de se perceber melhor a real situação desta actividade no país e, posteriormente, serem traçadas estratégias para sua formalização.

Quanto ao cronograma, adiantou que o recenseamento de âmbito nacional vai ser realizado até Setembro de 2020, compreendendo etapas de execução de actividades preparatórias, já em curso, realização do censo piloto, recolha de dados, processamento e apresentação do relatório final.

Por sua vez, o vice-governador para o sector Político, Económico e Social da província do Huambo, José Cornélio, considerou que o REMPE representa um pressuposto fundamental que vai melhorar o ambiente de trabalho, principalmente no domínio empresarial do país.

Sublinhou que o instrumento vai contribuir significativamente para elaboração de uma estrutura adequada do sector empresarial e fazer com que as empresas respeitem, cada vez mais, os aspectos legais e cumpram com as suas responsabilidade fiscais e outros elementos indispensáveis para o seu funcionamento.

REMPE, cuja última edição decorreu no país há 16 anos (2003), é uma operação estatística que consiste na recolha, tratamento, análise e difusão de dados sobre todas as empresas e estabelecimentos visíveis e fixos, independentemente da sua situação formal, que exercem actividade económica em Angola.

A província do Huambo foi a primeira a acolher o acto de apresentação e auscultação pública do projecto, no âmbito do enriquecimento do instrumento, que prevê, dentro de dias, realizar actividades idênticas nas províncias de Benguela, Cunene e Uíge.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 11/06/2019 11:24:22

    Huambo: Doença não identificada mata gado bovino na Chipipa

    Huambo - Trinta e cinco cabeças de gado bovino morreram no mês de Maio vítimas de uma doença não identificada, na comuna da Chipipia, 22 quilómetros da cidade do Huambo.

  • 10/06/2019 16:44:43

    Huambo: Toneladas de sementes de arroz em preparação no IIA

    Huambo - Cinco toneladas de semente de arroz estão a ser preparadas pelo Instituto de Investigação Agronómica (IIA), na província do Huambo, para serem entregues, em Setembro, aos produtores desta província e do Bié, no âmbito do projecto de desenvolvimento do cultivo deste cereal.

  • 07/06/2019 14:26:52

    Arrecadação de receitas aumenta 20 por cento no Bailundo

    Bailundo - Setenta e sete milhões, 493 mil e 731 kwanzas é o valor arrecadado, de Janeiro a Maio deste ano no município do Bailundo, província do Huambo, com um aumento de 20 por cento em relação ao igual período anterior.