Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

10 Junho de 2019 | 20h05 - Actualizado em 10 Junho de 2019 | 20h05

Subestação de Calandula em construção

Malanje - Uma subestação de energia eléctrica, com capacidade para 110 KVA, a ser alimentada pela barragem de Capanda, está a ser erguida no município de Calandula, visando a extensão da rede de electricidade pública àquela localidade.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo o engenheiro de construção civil da empresa Odebrecht, Rilson Zeca, que falava durante uma visita às obras efectuada pelo governador provincial, Norberto dos Santos, nesta altura, decorrem trabalhos iniciais de preparação das fundações que vão sustentar a subestação e a casa de comando.

A construção da referida subestação terá a duração de cinco meses (Novembro próximo), prevê-se beneficiar inicialmente 10 mil habitantes da sede municipal e bairros periféricos, seguido de trabalhos de extensão da rede às comunas, a ser executado pela administração local.

Posteriormente, disse, arranca o trabalho da construção da linha de transporte de energia de Capanda (município de Cacuso) até à subestação de Calandula, num percurso de 45 quilómetros, e consequentemente a interligação à vila municipal.

Actualmente, só a sede daquele município é abastecida por um grupo gerador, beneficiando apenas 700 consumidores.

Na ocasião, o administrador municipal de Calandula, Pedro Démbue, adiantou que a extensão da rede electricidade pública vai promover o desenvolvimento local, tendo em conta as potencialidades, sobretudo turísticas que a região ostenta.

Frisou que muitos projectos de iniciativa privada vinham sendo inviabilizados por falta de energia eléctrica.

O município de Calandula dista a 85 quilómetros a oeste da cidade de Malanje e conta com 4 comunas, nomeadamente Cota, Cuale, Quinje e Cateco Cangola.

Ocupa uma extensão de 7 mil e 37 quilómetros quadrados e possui uma população estimada em 90 mil habitantes, que se dedica essencialmente à agricultura, pesca e caça artesanal.

 

Leia também
  • 10/06/2019 16:44:43

    Huambo: Toneladas de sementes de arroz em preparação no IIA

    Huambo - Cinco toneladas de semente de arroz estão a ser preparadas pelo Instituto de Investigação Agronómica (IIA), na província do Huambo, para serem entregues, em Setembro, aos produtores desta província e do Bié, no âmbito do projecto de desenvolvimento do cultivo deste cereal.

  • 08/06/2019 22:15:27

    Angola aproxima ratificação do Acordo da Zona de Comércio Livre

    Adis-Abeba - Angola poderá, brevemente, depositar os seus instrumentos de ratificação do Acordo da Zona de Comércio Livre Continental Africana (ZCLCA), afirmou hoje (sábado), em Adis-Abeba, Etiópia, o ministro do Comércio angolano, Jofre Van-Dúnem Júnior.

  • 07/06/2019 18:50:59

    Jefran deve mais de mil milhões de kwanzas a clientes

    Luanda - A dívida da imobiliária Jefran a clientes (compradores) de imóveis está estimada em mil milhões e 142 milhões de kwanzas, revelou hoje o director-geral adjunto do Inadec, Eugénio de Almeida, que justificou a suspensão da actividade desta empresa pelo facto de lesar, de forma abusiva, os direitos dos consumidores.