Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

12 Julho de 2019 | 17h59 - Actualizado em 17 Julho de 2019 | 07h27

Institutos públicos atendem cidadãos na FILDA

Luanda - Mais de mil contribuintes solicitam diariamente os serviços da Administração Geral Tributária (AGT) instalados na Feira Internacional de Luanda (FILDA), para regularizar a sua situação tributária.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

FILDA - Directora do gabinete de comunicação institucional da AGT, Leonor Zua Miguel

De acordo com a directora do gabinete de comunicação institucional da AGT, Leonor Zua Miguel, que falava à Angop na 35 edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA) foi ainda dado esclarecimentos sobre o Imposto Sobre Valor Acrescentado (IVA) e outras obrigações fiscais.

Deste número, disse que 709 foram novos contribuintes cadastrados, 297 actualizações e os serviços prestados nas repartições fiscais como é o caso da taxa de circulação (com a respectiva multa) e imposto predial urbano.

O importante aqui é informar que o contribuinte pode pagar o imposto a partir da sua residência, serviços, carro e sítios através da internet banking e outros mecanismos electrónicos.

A responsável não avançou a receita arrecadada, mas disse que a par destes serviços estão também a fazer a actualização do cadastro fiscal ou do Número de Identificação Fiscal (NIF).

Além da AGT, também está presente na FILDA a Escola Nacional de Administração e Políticas Públicas, que anunciou formar até final do ano 10 mil funcionários da administração pública.

Segundo o técnico de comunicação e imagem João Silva, que falava à Angop na 35 edição da Feira, apesar de ser uma instituição criada recentemente em 2019 propõe-se a criar uma administração pública capaz de responder às exigências.

Na feira, a instituição tem patente uma biblioteca com 150 livros para vender e para oferecer, parte do acervo bibliográfico que a escola tem de 25 mil livros, assim como uma mediática.

Em Luanda, a Escola Nacional de Administração e Políticas Públicas tem representação em Talatona, na Samba e em Cacuaco e seis regiões formativas pelo país.

Também presente na FILDA está o Serviço Integrado de Atendimento ao Cidadão (SIAC), que regista no seu stand uma média de 100 pedidos de emprego, de acordo com o seu director-geral, Anselmo Monteiro.

O responsável referiu que a instituição deve estar junta do sector empresarial por ser a intermediária com o sector público.

 


 

Assuntos Feira  

Leia também
  • 14/07/2019 01:57:05

    Angola: Filda regista 35 mil visitantes

    Luanda - Mais de 35 mil pessoas visitaram a 35ª edição da Feira internacional de Luanda (FILDA/2019), que decorreu de 9 a 13 deste mês, na Zona Económica Especial (ZEE), sob o lema "Dinamizar o sector privado e promover o crescimento económico".

  • 13/07/2019 19:26:06

    FILDA2019 recebe 35 mil visitantes

    Luanda - Mais de 35 mil pessoas visitaram a 35ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA/2019), durante os cinco dias de actividade, cujas exposições encerraram na tarde de hoje (sábado), um balanço considerado positivo pela organização do evento, apesar de não apresentar dados comparativos com a de 2018.

  • 13/07/2019 19:01:30

    Alemanha apela empenho para melhoria do ambiente de negócios

    Luanda - O presidente do Conselho Federal da Alemanha, Daniel Günther, apelou hoje, em Luanda, ao Executivo angolano a continuar com o empenho até agora desenvolvido para melhoria da ambiente de negócios, de modo a impulsionar o processo de diversificação económica.

  • 13/07/2019 14:31:07

    Banco Europeu pretende financiar empresas angolanas

    Luanda - O Banco Europeu de Investimentos pretende disponibilizar um financiamento de 30 milhões de euros, para apoiar as médias e pequenas empresas angolanas, afirmou nesta sexta-feira, em Luanda, o representante deste banco Marc Leistner.