Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

12 Julho de 2019 | 18h09 - Actualizado em 12 Julho de 2019 | 18h09

Sabotagem de faróis inviabiliza navegação nocturna no Soyo

Soyo - A navegação no período nocturno ao longo da costa marítima e fluvial da província do Zaire está suspensa há um ano e meio, para se evitar acidentes, devido à sabotagem dos equipamentos de cinco faróis de orientação de navios e embarcações de pequeno porte.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Zaire: Rio Zaire

Foto: Liliana Ramos Lisa

O facto foi revelado nesta sexta-feira, na cidade do Soyo, pelo capitão do porto comercial local, João Louro, em declarações à Angop, tendo explicado que os equipamentos técnicos, que constituíam a rede de sinalização, foram sabotados por elementos desconhecidos.

Precisou que se tornou dificil navegar à noite na rota entre a comuna da Musserra, município do Nzeto, passando por Kinzau (Tomboco), Cabeça da Cobra e Moite seca (Soyo), que detinha cinco faróis e 19 farolins de orientação.

O capitão do porto do Soyo disse que os meliantes retiraram baterias, painéis solares e boiás de sinalização dos faróis, material que se suspeita ter sido levado para a RDC por cidadãos daquele país vizinho que partilha uma fronteira fluvial (rio Zaire) com o município do Soyo.

“Os equipamentos de sinalização marítima, ao longo da nossa costa marítima, têm sido alvo de constantes assaltos, facto que pode causar acidentes de navios, no período nocturno”, lamentou.

Sugeriu a partilha de despesas entre Angola e a RDC para a reposição destes aparelhos, sobretudo, no canal fluvial, justificando o facto do rio Zaire servir ambos os países.

Assegurou que, trabalha-se em parceria com as autoridades da RDC para a reactivação dos faróis inoperantes no canal do rio Zaire, ainda este ano, frisando que este dossier está  ser visto a nível do Ministério Angolano dos Transportes, cujos técnicos efectuaram já o devido levantamento da situação.

A província do Zaire tem uma costa marítima de 250 quilómetros, e fluvial de 150 quilómetros.

 

Leia também
  • 11/07/2019 18:53:51

    Festikongo aumenta procura pelos serviços hoteleiro

    Mbanza Kongo - A realização de 5 a 8 deste mês da 1ª edição do Festival da Cultura Kongo (Festikongo), em Mbanza Kongo, permitiu aumentar a procura e galvanizar o serviço prestado pelas poucas unidades hoteleiras disponíveis nesta capital da província do Zaire.

  • 11/07/2019 18:46:39

    Governador quer rigor em projectos de investimentos públicos

    Lunda Sul - O governador provincial da Lunda Sul, Daniel Neto, exortou hoje, quinta-feira, em Saurimo, os administradores municipais e outros gestores das unidades orçamentadas, a pautarem pelo rigor na implementação dos Projectos de Investimentos Públicos (PIP), com vista a satisfazer as necessidades da população.

  • 11/07/2019 12:12:33

    Polícia apreende avultadas somas em moeda estrangeira

    Mbanza Kongo - Trezentos e cinquenta mil dólares norte americanos e 84 mil e 200 euros, com destino a República Democrática do Congo (RDC), foram apreendidos quarta-feira no município do Soyo, província do Zaire, por transgressão cambial.