Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

17 Julho de 2019 | 19h25 - Actualizado em 17 Julho de 2019 | 19h23

AGT arrecada AKz 150 mil milhões via pagamento electrónico

Luanda - A Empresa Interbancária de Serviços (EMIS) registou só no mês de Junho deste ano cerca de 200 mil pagamentos de impostos, que permitiram à Administração Geral Tributária (AGT) arrecadar cerca de AKz 150 mil milhões.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Multicaixa facilita vida do contribuinte

Foto: Pedro Parente

Segundo o presidente da comissão executiva da EMIS, José de Matos, que falava hoje (quarta-feira) durante uma cerimónia de assinatura de acordo que formaliza o pagamento de impostos via multicaixa, o referido sistema de pagamento começou a funcionar em 2018.

O gestor não avançou dados comparativos em termos de colecta, mas enfatizou que o sistema de pagamento de impostos começou a ganhar dinamismo em Janeiro de 2019 e permite pagar toda espécie de tributos, com excepção das taxas alfandegárias.

Pela AGT rubricou o acordo o seu presidente, Sílvio Burity, enquanto pela EMIS assinaram o presidente da comissão executiva, José de Matos e o administrador executivo, Victor Almeida.

José de Matos referiu que o grande objectivo da empresa é facilitar os pagamentos electrónicos, tendo em conta que são serviços ágeis e que garantem segurança e actualmente com o multicaixa com chip é ainda mais seguro.

Adiantou que a EMIS aguarda por uma orientação do Banco Nacional de Angola (BNA) para aumentar o montante a ser levantado nos multicaixa em 24 horas, dos actuais 50 mil kwanzas para valores que variam entre 70 ou 80 mil kwanzas/dia.

Por seu turno, a directora do gabinete jurídico da AGT, Hélia Miguel Estevão, explicou que o acordo surge no âmbito do novo regulamento sobre arrecadação de receitas do Estado, que vai facilitar o pagamento não só das próprias instituições públicas, mas também todas instituições financeiras do sistema.

A prestação de serviços, acrescentou, terá como base o pagamento de impostos e arrecadação de receita, com base na referência única de pagamentos ao Estado, com importância para a poupança para o Estado, sem a intermediação dos bancos comerciais.

Por outro lado, vai desmaterializar e desburocratizar o actual processo de pagamentos de impostos, com recurso às vias electrónicas como multicaixa, internet banking e em cash.



 

Assuntos Finanças  

Leia também
  • 17/07/2019 15:51:11

    AGT aplica 20% de imposto sobre produtos reexportados

    Luanda - A Administração Geral Tributária (AGT) está a aplicar 20% de imposto sobre os produtos da cesta básica reexportados para a República Democrática do Congo via Luvo (Zaire), com vista a desincentivar essa prática junto da área fronteiriça.

  • 16/07/2019 19:21:29

    Financiamento dá suporte às reformas em curso - ministro das Finanças

    Luanda - O ministro angolano das Finanças, Archer Mangueira, destacou hoje a importância da aprovação pelo Banco Mundial do financiamento para o projecto de fortalecimento do sistema de protecção social em Angola, numa altura em que ocorre reformas do sistema de subsídios a preços.

  • 16/07/2019 14:48:59

    Softwares e gráficas já têm validação fiscal

    Luanda - A Administração Geral Tributária (AGT) já validou os softwares fiscais de mais de 103 empresas nacionais e estrangeiras, que suportam o ficheiro "SAF-T AO", ferramenta de exportação informativa do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), que entra em vigor a 01 de Outubro próximo.