Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

22 Julho de 2019 | 11h04 - Actualizado em 22 Julho de 2019 | 11h37

Fábrica de corte e polimento de mármore inaugurada no Namibe

Moçâmedes - Uma unidade fabril de corte e polimento de mármore, com capacidade para 300 metros quadrados de corte e 120 metros quadrados/dia de polimento, foi inaugurada neste domingo, na cidade de Moçâmedes, pelo ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Namibe conta com mais uma fábrica de corte e polimento de mármore

Foto: Narciso Pedro

Namibe: Namibe conta com mais uma fábrica de corte e polimento de mármore

Foto: Narciso Pedro

Situada nas mediações do bairro Cambongue, município de Moçâmedes, a fábrica de transformação de mármore contou com um investimento de cinco milhões de dólares norte-americanos, tendo empregado 32 trabalhadores, na maioria jovens angolanos.

Com a inauguração, a província do Namibe passa a contar com três unidades de corte e polimento de mármore e outras duas de extracção da mesma rocha ornamental.

A construção da fábrica, denominada "Megastone", iniciou em 2016 e, um ano depois, entrou em funcionamento em regime experimental (Setembro de 2017).

O administrador da referida empresa, Luís dos Santos, disse à Angop que maior parte do produto transformado é comercializada no mercado nacional e o restante é exportado para países como Polónia e Portugal.

Na ocasião, o ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo, declarou à imprensa que cabe ao Governo criar condições necessárias, como infra-estruturas e outros serviços de apoio, para que iniciativas do género possam multiplicar-se, ajudando, assim, na diversificação da economia nacional e na arrecadação de receitas para os cofres do Estado.

“Esta é uma fábrica que vai produzir material para a exportação e para o consumo local. Ressaltamos aqui o apoio que tiveram do Estado na facilitação da documentação necessária, como a colocação de energia, água e outros serviços”, sublinhou o governante.

Diamantino Azevedo afirmou que a província do Namibe possui inúmeros recursos minerais que precisam de ser explorados, dando como exemplo as pedras raras  e o cobre.

Referiu que o Ministério tem registado aumento de pedidos de prospecção de vários recursos minerais, muitos deles que se encontram no Namibe e que precisam de investidores interessados neste ramo, para a sua exploração.

“Quanto mais informações geológicas o Ministério conseguir acumular e pôr para as empresas privadas, mais projectos aparecerão nesta província, pois está prevista, para Outubro, a realização de um seminário sobre as rochas ornamentais em Angola, a ocorrer na Huíla. Daí iremos mostrar as raras potencialidades para a prospecção de rochas ornamentais em Angola, com muita incidência para estas duas províncias do Sul do país", fez saber o governante.

Projectos ligados aos minerais e dos petróleos, segundo o governante, têm contribuído para a arrecadação de divisas e para a diversificação da economia, dando como exemplo a exploração de blocos de pedras de mármores e de outros produtos que têm contribuído para a economia de Angola.

O ministro encontra-se no Namibe, acompanhado de uma delegação integrada por directores nacionais, provinciais e outros quadros do Ministério, no âmbito do 3.º Conselho Consultivo que decorre hoje nesta cidade.

O conselho decorre sob o lema “ Reestruturação dos Recursos Minerais e Petróleos: Um compromisso para o desenvolvimento socioeconómico do país”.

Serão debatidos vários temas, como o processo de implementação da Agência Nacional de Petróleo e Gás (ANPG), a capacidade formativa do INP para responder às necessidades da indústria e o balanço das actividades desenvolvidas em 2018.

Na sua agenda de trabalho, desenvolvida domingo, o ministro visitou, igualmente, outra unidade de extracção de mármore, situada na localidade do Caraculo, município de Moçâmedes, com capacidade de 100 metros cúbicos/mês.


 

Assuntos Província » Namibe  

Leia também
  • 22/07/2019 13:04:12

    Carta geológica mineira do sul do país bastante avançada

    Moçamedes - O ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo, anunciou hoje no Namibe que, o âmbito Plano Nacional de Geologia (Planageo), os estudos de ocorrências mineiras da zona sul e sudeste de Angola estão bastantes avançados, com a elaboração das cartas geológicas com as escalas 1/100.000 e 1/250.000.

  • 22/07/2019 12:31:42

    Nove blocos petrolíferos serão licitados na Bacia do Namibe

    Moçâmedes - O ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo, anunciou hoje, na cidade de Moçamedes, a licitação de nove blocos petrolíferos do offshore da Bacia do Namibe, designadamente os blocos 11, 12, 13, 27, 28, 29, 41, 42 e 43.

  • 22/07/2019 12:13:44

    Actividade semi-industrial de diamantes cria 10 mil postos de trabalho

    Moçamedes - Pelo menos 10 mil postos de trabalho serão criados com a reorganização da actividade de exploração semi-industrial de diamantes no país, anunciou hoje em Moçamedes o ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo.