Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

20 Agosto de 2019 | 14h31 - Actualizado em 20 Agosto de 2019 | 20h14

Feira das Pescas prevê colmatar cortes na cadeia de valores

Luanda - Cem expositores do sector das pescas estarão reunidos de 29 de Agosto a 01 de Setembro de 2019, na terceira edição da Feira Internacional das Pescas e Aquicultura (FIPEA), com vista a mitigar os cortes que ligam o processo deste circuito económico.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Peixe Sardinha, vulgarmente conhecido como lambula

Foto: Rosario dos Santos

O evento decorrerá sob o lema “Revitalizar o sector rumo ao desenvolvimento”, se propõe a criar um ambiente de exposição e de melhoria de negócios do sector, com reflexão do crescimento empresarial e socioeconómico do país.

De acordo com o director Nacional das Pescas, António Barradas, que falava hoje na cerimónia de lançamento do certame, o principal objectivo é o reforço da atractividade de Angola no panorama mundial e estimular parcerias e sinergias entre os empresários nacionais e internacionais, contribuindo para que o país seja auto-suficiente neste domínio.  

Para a feira, com duração de quatro dias estão já inscritas 67 empresas, das 100 previstas, vai criar uma verdadeira cadeira de valores, entre os armadores, pescadores (industriais, artesanais e desportivos), as lotas, empresas, processadores, vendedores, peixarias, supermercados e o consumidor final.

As presenças confirmadas são já das sete cidades piscatórias de Angola e de algumas que desenvolvem pesca continental (rios e lagoas), bem como países como Noruega, Portugal, Namíbia e o Gana, que vão contribuir para a melhoria dos negócios e do sector das pescas no país.

O evento, vai também contribuir para apresentar “know how” dos intervenientes e melhorar o sector de transformação, enlatamento do pescado, que começa já ser implementado em Angola  para cobrir as necessidades do mercado nacional e quiçá internacional.

Para além do sector de exposição, terá também área de venda onde estarão os intervenientes desta área como os processadores, as mulheres peixeiras, as vendedeiras dos mercados, entre outros, que vão poder comercializar os mais variados produtos piscatórios no local.

O certame vai ainda ajudar a desenvolver o sector da aquicultura, que serve de alternativa ao mercado de distribuição quando se observa momentos sazonais na captura do peixe devido a questões climáticas nos mares.   

Assuntos Feira  

Leia também
  • 19/08/2019 19:53:35

    Angola acolhe Feira Internacional de Negócios

    Luanda - A República de Angola acolhe, entre 08 e 10 de Maio de 2020, uma Feira Internacional de Negócios da Moda, para promover o desenvolvimento do sector têxtil e incentivar a criação de micro indústrias do sector.

  • 15/08/2019 15:55:28

    Primeira edição da ExpoHotel acontece em Setembro

    Luanda - A Associação de Risorts e Hotéis de Angola (AHRA) vai realizar, de 26 a 29 de Setembro próximo, a 1ª edição da ExpoHotel Angola, a decorrer paralelamente com o 1º Congresso Internacional sobre Hotelaria e Turismo, anunciou hoje, em Luanda, o presidente da referida associação, Armindo César.

  • 09/08/2019 19:23:53

    Batata-rena do Chinguar com comprador definido

    Chinguar - A batata-rena exposta na Feira da Batata e do Milho, município do Chinguar (Bié) e a que está concentrada pelos camponeses, passa agora a ser vendida nos super mercados Candando, anunciou hoje, sexta-feira, o director comercial dos produtos perecíveis daquela rede, Paulo Silva.