Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

09 Setembro de 2019 | 18h13 - Actualizado em 10 Setembro de 2019 | 09h41

Luena já beneficia de energia da nova central

Luena - Três dos quatros grupos geradores que constituem a nova central eléctrica da cidade do Luena, localizados no bairro Social da Juventude, com uma capacidade para gerar 20 megawatts, começaram a fornecer há quatro dias, energia à urbe em regime experimental.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Moxico: Nova Central Térmica "LUENA 2" já fornece energia

Foto: kinda kyungu

Moxico: Interior da Nova Central Térmica" Luena 2"

Foto: kinda kyungu

Segundo o director regional da Empresa Pública de Produção de Electricidade (PRODEL), Manuel Muteca, que prestou hoje a informação à Angop, por enquanto a central térmica fornece 13 MW.

Explicou que no total a cidade do Luena e a sede municipal do Camanongue, estão a consumir 15,5 MW, dos quais, 2,5 MW provenientes da barragem de Tchihumbué, no município do Dala, província da Lunda Sul.

O também engenheiro electrotécnico referiu que a energia eléctrica distribuída (15.5 MW) beneficia nove mil clientes, entre empresas públicas e privadas, assim como habitações.

O director da PRODEL apontou que as centrais eléctricas do bairro Aço (6 MW) e Sawambo (5 MW) encontram-se desligadas, podendo entrar em funcionamento, em questões de emergência, enquanto a central “caterpillar” do bairro Sinai - Velho (7 MW), está desactivada.

Aquando da visita ao Luena, em Agosto último, o ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, explicou que com a entrada em funcionamento da nova central térmica, o sector iria instalar oito postos de transformação e expandir a rede de distribuição, para efectuar mais de 11 mil ligações domiciliárias.

A nova central térmica, denominada “Luena 2” foi construída no bairro Social da Juventude, ao lado do mercado informal da “Baúca”, num espaço de 1.200 metros quadrados.

A zona comporta, além dos quatro grupos geradores (5 MW cada), consumindo 110 mil litros de combustível por 24 horas, seis tanques de reservas de combustíveis com capacidade de um milhão e 200 mil litros, bem como dois reservatórios de água potável, que absorve 400 mil litros cada.

A manutenção preventiva está encarregue a 24 técnicos angolanos da Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE).

Os trabalhos de montagem da central térmica a cargo da empresa chinesa “Dong Fang”, iniciaram em Maio de 2018 e terminaram este mês.

Leia também
  • 09/09/2019 16:41:15

    Brasileiros capacitam empreendedores angolanos

    Luanda - O Grupo de empresas Terra Brasil está a capacitar, desde Fevereiro deste ano, em Luanda, empreendedores angolanos, com vista a dotá-los de novas técnicas de negócios e comércio, anunciou hoje (segunda-feira) a sua directora, Camila Cristiane Silva.

  • 09/09/2019 09:01:19

    Mulheres com prioridade nas linhas de crédito

    Waku Kungo - As mulheres devem recorrer à banca privada em busca de empréstimo, por beneficiarem de proteccionismo nas linhas de crédito disponibilizadas pelo Executivo, para apoiar o sector empresarial, disse neste sábado, no Cuanza Sul, o secretário do Presidente da República Para o Sector Produtivo, Isaac dos Anjos.

  • 08/09/2019 02:57:43

    Falta de mercado impede aumento da produção de ovos

    Waku Kungo - Cerca de cem milhões de ovos ano é o que o projecto Aldeia Nova, situado no Waco Kungo, produz anualmente, estando impedida de aumentar a produção por falta de mercado, disse neste sábado, no Cuanza Sul, o director-geral do projecto, Kobi Trivizki.