Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

17 Setembro de 2019 | 22h03 - Actualizado em 17 Setembro de 2019 | 22h03

Áreas diamantíferas no Bié sem exploração ilegal - governador

Cuito - As áreas diamantíferas no Bié, com enfase no município da Nharea, são actualmente exploradas por alguns nacionais devidamente autorizados e não por ilegais, garantiu, hoje (terça-feira), em Catabola, o governador provincial, Pereira Alfredo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O governante garantiu o facto durante o acto político de massas que marcou a celebração do Dia do Herói Nacional, que hoje, 17 de Setembro se assinala em todo país, tendo ressaltado que “hoje já não notamos exploração ilegal dos nossos diamantes. Diminuiu o foco de exploração,. porque estão mais controladas as áreas”.

Para combater a exploração ilegal de diamantes, o Governo lançou, em Setembro do ano passado, uma operação de limpeza as áreas diamantíferas em algumas regiões do país, que culminou com  apreensão de grandes quantidades de diamantes, equipamentos de extracção e avultadas somas financeiras resultantes de negócio ilícito.

No primeiro mês, período em que a operação incidiu nos principais focos de garimpo, numa operação conduzida pelas Forças Armadas Angolanas (FAA), em coordenação com a Polícia Nacional, foram apreendidas várias pedras de diamantes laboratorialmente confirmadas, segundo as autoridades.

No mesmo período, as autoridades apreenderam também mais de 17 milhões de Kwanzas, mais de um milhão de dólares, tendo encerrado, ainda, duas centenas e meia de casas de compra de diamantes.

A operação começou no Bié, Uíge, Malanje, Cuanza Sul, Cuando Cubango e Lundas Norte e Sul.

Na província do Bié, na altura, a “Operação Transparência” resultou no encerramento de 39 casas que se dedicavam à compra de diamantes e 12 cooperativas.

Assuntos Diamantes   Província » Bié  

Leia também
  • 13/09/2019 22:54:41

    Administradora anuncia retomada das obras da barragem de Camacupa

    Camacupa - As obras de restauro da barragem hidroeléctrica do rio Cunje I, no município de Camacupa, província do Bié, paralisadas há mais de três anos, serão retomadas este ano, no quadro do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

  • 13/09/2019 10:32:12

    Namíbia identifica áreas de investimentos no Bié

    Cuito - O embaixador da Namíbia acreditado em Angola, Patrick Kandago, apontou, quinta-feira no Cuito, a agro-pecuária, energia, turismo, exploração de recursos minerais e infra-estruturas como sendo as áreas prioritárias em que os empresários namibianos poderão investir na província do Bié.

  • 12/09/2019 18:47:27

    AVIPAL do Cuito aumenta produção de ovos

    Cuito - A empresa Avipal, situada na cidade do Cuito província do Bié, aumentou a sua produção de oito mil ovos/dia em 2018, para 18 mil em 2019, informou quarta-feira o seu proprietário António Chivanda.