Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

16 Setembro de 2019 | 12h30 - Actualizado em 16 Setembro de 2019 | 12h33

Petróleo regista aumento de quase 20%

Londres - Os preços do petróleo chegaram a disparar quase 20% nesta segunda-feira, com o Brent a apresentar o maior ganho intradiário desde a Guerra do Golfo em 1991, após um ataque sobre instalações petrolíferas sauditas no fim-de-semana ter cortado pela metade a produção do reino.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O Brent chegou a tocar 71,95 dólares mais cedo, alta de 19,5%, maior alta intradiária desde 14 de Janeiro de 1991.

Os preços caíram das máximas depois que o presidente norte-americano Donald Trump autorizou o uso de stocks de emergência de seu país para assegurar a estabilidade do suprimento.

O petróleo Brent subia 5,24 dólares, ou 8,7 por cento, a 65,46 dólares por barril.

O petróleo dos Estados Unidos avançava 4,5 dólares, ou 8,2 por cento, a 59,35 dólares.

O petróleo nos EUA chegou a subir 15,5%, para 63,34 dólares, maior alta intradiária desde 22 de Junho de 1998.

A Arábia Saudita é o maior exportador global de petróleo, e o ataque sobre instalações da petroleira estatal Saudi Aramco para processamento de petróleo em Abqair e Khurais reduziu a produção em 5,7 milhões de barris por dia.

A companhia não deu uma previsão imediata sobre a retomada da produção total.

Duas fontes com conhecimento das operações da Aramco disseram que um retorno à produção normal "pode levar meses".

"Retirar mais de 5% da oferta global de uma única só vez, um volume que é maior que o crescimento da oferta acumulado em países de fora da Opep entre 2014 e 2018, é altamente preocupante", escreveram analistas do UBS em nota.


 

Assuntos Petróleos  

Leia também
  • 05/09/2019 17:56:43

    Sul-africanos interessados no petróleo angolano

    Luanda - As autoridades sul-africanas manifestaram nesta quarta-feira, em Perth, Austrália, o interesse em adquirir petróleo e gás explorados em Angola.

  • 03/09/2019 19:56:33

    Resultados das licitações só nos próximos 7 a 8 anos

    Luanda - Os resultados do processo de produção e pesquisa de petróleo nos 10 blocos em licitação nas bacias marítimas das províncias do Namibe e Benguela, só terão influência no sector petrolífero nos próximos sete a oito anos, de acordo com o especialista em petróleo, José Oliveira.

  • 15/08/2019 18:55:50

    ANPG convida investidores para novas licitações petrolíferas

    Luanda - A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) deu inicio às inscrições de interessados em participar do "roadshow" internacional, a decorrer de 03 a 23 de Setembro, para apresentação dos blocos da Bacia do Namibe e Benguela, para posterior licitação.