Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

19 Outubro de 2019 | 14h40 - Actualizado em 21 Outubro de 2019 | 14h41

Angola na Conferência Internacional sobre Oceanos

Luanda - Angola participa, de 23 a 24 deste mês, em Oslo (Noruega), na Conferência Internacional sobre Oceanos, refere uma nota de imprensa do Ministério das Pescas e do Mar.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministra das Pescas e do Mar, Maria Antonieta Baptista, chefia delegação

Foto: Gaspar dos Santos

De acordo com a nota, a delegação angolana será chefiada pela ministra das Pescas e do Mar, Maria Antonieta Baptista.

Enquanto isso, a titular do pelouro assinou, no dia 17 de Outubro, em Gaberone (Botswana), a Carta da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) que cria o Centro Regional de Fiscalização, Controlo e Vigilância de Pescas.

Angola torna-se, assim, no oitavo Estado-Membro da SADC a assinar a referida Carta, aprovada pelo Conselho de Ministros da mesma instituição, na reunião de Pretória, África do Sul, em 2017. 

O centro tem a missão de coordenar as medidas relacionadas com a monitorização, controlo e vigilância das pescas na região.

Ao discursar na cerimónia, a ministra angolana destacou o papel da pesca na subsistência do povo angolano, em particular, e na região, em geral.

Desde que assumiu o cargo, a ministra das Pescas desenvolve esforços tendentes a revitalizar a indústria pesqueira, através da promoção da gestão sustentável da pesca e do desenvolvimento da aquicultura, proporcionando mais postos de trabalho.

Maria Antonieta Baptista observou, na ocasião, a necessidade de desenvolver esforços conjuntos através da partilha de informações, para o combate à pesca ilegal, com vista a salvaguardar os recursos marinhos da região.

Os outros estados signatários da Carta são Eswatini, Lesotho, Moçambique, Namíbia, África do Sul, Tanzânia e Zâmbia.

Neste fim-de-semana, Maria Antonieta Baptista tem um encontro de trabalho com o ministro das Pescas e da Economia da Mauritânia, em Nouachout, capital mauritaniana.

A nota de imprensa do Ministério das Pescas e do Mar indica, igualmente, que o Tribunal de Contas já autorizou o arranque da terceira fase da construção do Instituto Hélder Neto, na província do Namibe, com o financiamento do Chartered Bank da Grã-Bretanha.

Adianta que o equipamento da primeira fase do apetrechamento do empreendimento se encontra já no Porto do Namibe, em fase de desalfandegamento.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 19/10/2019 14:36:41

    Diplomata aborda diversificação da economia em Portugal

    Luanda - O embaixador angolano em Portugal, Carlos Alberto Fonseca, destacou, sexta-feira, em Lisboa, a importância do investimento privado no processo de diversificação da economia angolana, convidando as empresas portuguesas a reforçarem a presença no mercado nacional.

  • 11/10/2019 18:08:18

    Volume de negócios entre Angola e Itália cai 50%

    Lubango - As trocas comerciais entre Angola e a Itália, estimadas em mil milhões e 326 milhões de euros em 2016, caíram para 50 por cento, não somente pela falta de negócios, mas devido à queda do preço do petróleo, principal produto de exportação para o país europeu, informou hoje, na província da Huíla, o embaixador daquele país em Angola, Claudio Miscia.

  • 25/09/2019 14:15:49

    Angola promove programa de privatizações na África do Sul

    Cidade do Cabo - A apresentação do Programa de Privatizações em curso em Angola (PROPRIV) é um dos pontos altos do Fórum Internacional do Agronegócio e Ecoturismo, que tem lugar, esta quinta-feira, no Centro Internacional de Convenções da Cidade do Cabo, na África do Sul.