Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

17 Outubro de 2019 | 04h24 - Actualizado em 17 Outubro de 2019 | 10h43

Malanje: FAO defende estratégias de reforço da segurança alimentar

Malanje - A representante da FAO (Fundo das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) em Angola, Gherda Barreto, defendeu a necessidade do governo angolano reforçar as políticas de segurança alimentares, com vista a garantia de uma dieta mais equilibrada das famílias.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Logotipo da FAO

Foto: Divulgação

Falando por ocasião do Dia Mundial da Alimentação, assinalado na quarta-feira, a responsável fez saber que, para além do compromisso do governo, é preciso que as empresas privadas estejam igualmente engajadas nesta causa, adaptando os produtos agrícolas às recomendações nutricionais modernas.

Neste particular, Gherda Barreto recordou a existência no país de 7.4 milhões de pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional, número que se pretende reduzir até 2030 com a participação de todos os actores sociais, no âmbito das estratégias do governo e da FAO, denominada “Fome Zero”.

Por outro lado, a fonte encorajou o governo a elevar os níveis de produção de frutas no país e o seu processamento, assim como trabalhar na redução das perdas pós-colheita.

“Fome Zero” é um projecto de desenvolvimento sustentável levado a cabo pela FAO em Angola em parceria com o governo, que visa reduzir a fome através de apoios a políticas públicas bem como as escolas de campo.

Gherda Barreto integrou a delegação chefiada pelo ministro da Agricultura e Florestas, António Francisco de Assis, que procedeu à abertura do ano agrícola 2019/2020.

Leia também
  • 17/10/2019 17:27:58

    Entrada e saída de capitais de investidores será mais fácil

    Luanda - O processo de entrada e saída de capitais de investidores não residentes em Angola vai se tornar mais rápido com a implementação do Aviso de flexibilização parcial da Conta Capital, cuja proposta já foi aprovada pela Comissão Económica do Conselho de Ministros.

  • 17/10/2019 17:11:04

    Sector industrial lidera propostas de investimentos

    Luanda - Pelo menos 86 das 189 propostas de investimento privados registadas, de Agosto de 2018 a 30 de Setembro deste ano (2019), pela Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (AIPEX), pertencem à indústria.

  • 17/10/2019 13:29:51

    Mais de 30 lojas suspensas por cobrança indevida do IVA

    Luanda - Trinta e um estabelecimentos comerciais já foram suspensos, desde 3 de Outubro, por cobrança indevida do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) na venda de bens e serviços.