Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

31 Outubro de 2019 | 21h31 - Actualizado em 31 Outubro de 2019 | 21h31

Responsável desafia jovens apostarem no turismo

Mbanza Kongo - A técnica do Gabinete de Apoio Empresarial do Ministério do Turismo Madalena Quilo incitou, nesta quinta-feira, em Mbanza Kongo, província do Zaire, os jovens a apostar em projectos de fomento e dinamização do sector turístico da região.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações à imprensa, à margem da apresentação de um Estudo da Cadeia de Valores de Turismo, Hotelaria e Lazer, Madalena Quilo encorajou a juventude a criar associações e cooperativas, bem como a elaborar projectos do ramo do turismo, no sentido de gerarem empregos, receitas e ajudar no desenvolvimento da região.

Aconselhou, para tal, os jovens interessados a entrarem para o sector turísticos a fazerem formações ministradas pelo Instituto Nacional de Pequenas e Médias Empresas (INAPEM), no sentido de estarem melhor capacitados.

Sugeriu aos jovens a apostarem na criação de atellieres, para timbragem de camisolas com imagens dos monumentos e sítios históricos locais, investirem nas artes plásticas, para a produção de peças que retratem as potencialidades culturais da região, entre outros projectos.

Segundo a especialista, muitos jovens julgam que o único órgão com a responsabilidade de promover o turismo no país é o Governo, sendo essa uma visão errada.

Esclareceu que as instituições privadas jogam um papel fundamental na promoção e dinamização do sector turístico, uma área importante para arrecadação de receitas, atracção de turistas estrangeiros e nacionais, assim como ajuda na divulgação da imagem do país.

Quanto ao workshop, promovido pelo Ministério da Economia e do Planeamento, Madalena Quilo lembrou que o estudo visa relançar o sector produtivo, no âmbito do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI).

Explicou que a inclusão do município de Mbanza Kongo, numa primeira fase, para a recolha de contributos para este programa, deve-se ao facto de contar com centro histórico inscrito na lista do Património Cultural da Humanidade pela UNESCO.

Figuram ainda entre as províncias abrangidas para a referida consulta pública, nesta primeira presente fase, a Huíla, Benguela, Namibe, Malanje, Cuanza Norte e Luanda.

Por sua vez, o vice-governador provincial para o sector Político, Social e Económico do Zaire, António Kialungila, valorizou o exercício de consulta pública, antes da sua entrada em vigor no país, por representar uma nova dinâmica de governação baseada na inclusão social.

Participaram da actividade membros do Governo Provincial do Zaire, empresários, líderes tradicionais, estudantes, entre outras individualidades.

Assuntos Província » Zaire   Turismo  

Leia também
  • 31/10/2019 17:32:46

    Polícia denuncia esquema de contrabando de combustível

    Mbanza Kongo - O Serviço de Investigação Criminal (SIC), na província do Zaire, denunciou nesta quarta-feira, em Mbanza Kongo, alguns proprietários locais de postos privados de abastecimento de combustível de facilitar o contrabando de combustível para a República Democrática do Congo (RDC).

  • 30/10/2019 05:47:00

    EDA ensaia cultivo de cereais no Soyo

    Soyo - Um projecto experimental para o cultivo de feijão manteiga e catarina está desde o princípio da presente época agrícola (2019/20) a ser ensaiado no município do Soyo, província do Zaire, pela Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA) na região.

  • 28/10/2019 19:26:05

    Governo quer destaque à dimensão científica do turismo

    Lubango - A vice-governadora para o Sector Económico, Social e Político, Maria João Chipalavela, defendeu hoje a necessidade de se olhar para a dimensão científica natural do turismo, trabalhando no sector da biodiversidade local em beneficio das populações.