Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

14 Janeiro de 2020 | 22h05 - Actualizado em 15 Janeiro de 2020 | 11h29

Ministro da Agricultura realça aposta na investigação agrária

Huambo - O ministro da Agricultura e Florestas, António Francisco de Assis, realçou hoje, terça-feira, no Huambo, a necessidade de uma aposta séria na investigação agronómica e veterinária, com vista a alcançar-se os objectivos de revitalização do sector agro-pecuário em Angola.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Ministro da Agricultura e Floretas, António Francisco de Assis, constata campo de cultivo de milho da Chianga

Foto: Valentino Yequenha

Ministro da Agricultura e Floretas, António Francisco de Assis

Foto: Valentino Yequenha

Em declarações à imprensa, no quadro de uma visita de trabalho de dois dias a esta região do planto central, o governante referiu que a investigação agronómica e veterinária são cruciais em toda a dinâmica que se pode desenvolver no sector agro-pecuário, de modo a trazê-lo para a real posição que deve merecer no contexto nacional.

Referiu que os resultados da pesquisa e da investigação vão servir para orientar os diferentes actores, quer sejam agricultores ou empresários, que precisam de informação técnico-científica para o desenvolvimento condigno das suas actividades.

Para o caso concreto de Angola, declarou que estas informações são fornecidas pelos institutos de Investigação Agronómica (IIA) e de Investigação Veterinária (IIV), ambos em funcionamento na província do Huambo, que, por sua vez, deverão exercer papel fundamental neste processo.

Contudo, o governante, que visitou as duas instituições, reconheceu ainda haver várias dificuldades do ponto de vista de recursos humanos e de outras condições que precisam ser resolvidas, para garantir que os mesmos funcionem com a normalidade que se lhes impõe.

Assegurou que acções estão em curso no sentido de se identificarem as melhores vias para a formação de quadros, quer no país, quer no exterior, de modo a dotar as duas instituições de maior e mais diversificados quadros, entre especialistas em agronomia, veterinária, biologia, estatística e outros, para complementar o processo investigativo.

Noutra parte das suas declarações, reconheceu as potencialidades agronómicas da província do Huambo, para o cultivo de culturas como a do abacate e o café arábica, cujo aumento da produção pode beneficiar dos trabalhos destas instituições.

Nesta mesma esteira de pensamento, afirmou existirem, a nível do Instituto de Investigação Agronómica, trabalhos de preparação de mudas de café para a distribuição aos camponeses.

Sobre o abacate, o governante referiu que, por ser um produto bastante solicitado no exterior, o Governo pretende promover, cada vez mais, a sua produção, com o objectivo de exportar, de forma natural, ou mesmo, transformá-lo internamente.

Ainda no quadro da sua agenda de trabalho, o governante apresentou o novo director do Instituto de Investigação Veterinária, Boa António Pedro, que substitui no cargo Kinssuculo Lando Kama.

Depois destas três actividades, visitou o subprojecto de construção do sistema de rega por gravidade na aldeia Lupili, na comuna da Calenga, a 64 quilómetros da cidade do Huambo.

Para quarta-feira, último dia da sua agenda de trabalho no Huambo, o governante tem uma visita prevista ao projecto de revitalização da cultura do café arábica e à Fezanda Nguedalika, ambos na comuna da Calima, ao Perímetro Florestal do Cuima (Caála), ao projecto agrícola Jiangzhou e ao projecto de desenvolvimento agro-pecuário integrado (na Chicala-Cholohanga), assim como no campo agrícola no da aldeia 15, no município do Bailundo.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 11/01/2020 20:05:37

    Joana Lina desencoraja exploração ilícita de ouro

    Chicala-Cholonhanga - A governadora da província do Huambo, Joana Lina, desencorajou, este sábado, a prática de exploração ilícita de ouro, na Ombala Tinguita (Chicala-Cholohanga), porquanto prejudica o crescimento económico da província.

  • 07/01/2020 16:21:21

    RAPP é um passo "gigantesco" na luta pela diversificação económica

    Huambo - O director do Gabinete da Agricultura na província do Huambo, Abrantes Carlos, afirmou hoje, terça-feira, que a realização, em Abril próximo, do Recenseamento Agro-pecuário e Pescas (RAPP) representa um passo "gigantesco" na luta pela diversificação económica, tendo em conta a produção de estatísticas sobre a real situação do sector.

  • 19/12/2019 13:30:09

    Administração de Londuimbali distribui mais de quinze mil plantas de café

    Londuimbali - Quinze mil mudas de café Arábica foram distribuídos, esta quinta-feira, a 30 famílias camponesas da Ombala Cajimbi, adstrita ao município de Londuimbali, província do Huambo, numa iniciativa da administração local, que visa o fomento da produção do café e revitalização da cultura naquela circunscrição.