Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

15 Janeiro de 2020 | 16h41 - Actualizado em 15 Janeiro de 2020 | 18h49

Reexportação de produtos desobedece normas no posto fronteiriço

Soyo - A reexportação de produtos da cesta básica para a República Democrática do Congo (RDC) a partir do posto fronteiriço de Kimbumba, município do Soyo, desobedece as normas aduaneiras e de comércio transfronteiriço, afirmou o consultor do secretário de Estado do Comércio, Assunção Pereira.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Zaire: Posto fronteiriço fluvial de Kimbumba

Foto: João F. Cuti

Assunção Pereira falava no final da sua visita de 24 horas ao Soyo onde, nesta quarta-feira, avaliou o estado actual das infra-estruturas portuárias e aduaneiras da circunscrição.

Em declarações à imprensa, o responsável disse ter detectado no posto fronteiriço de Kimbumba algumas irregularidades consubstanciadas, sobretudo, na mistura de acções entre o comércio fronteiriço e o clássico.

“A forma como as autoridades aduaneiras estão a licenciar as mercadorias da cesta básica não pode ser considerada de reexportação, por não envolver exportadores e importadores dos dois países devidamente credenciados para o efeito”, referiu.

De acordo com o consultor, as mercadorias devem ser  reexportadas, obrigando o  exportador a pagar nos bancos comerciais taxas exigidas na pauta aduaneira para compensar o Estado angolano em termos de divisas gastas na sua importação.

Na sua óptica, alguns agentes económicos desonestos insistem em reexportar os produtos importados pelo Governo, provocando escassez de bens e o consequente aumento de preços no mercado nacional.

Leia também
  • 15/01/2020 19:58:54

    Ministra quer Mbanza Kongo na rota do turismo mundial

    Mbana Kongo - A ministra do Turismo, Ângela Bragança, pediu hoje, quarta-feira, em Mbanza Kongo, província do Zaire, a conjugação de esforços para colocar o centro histórico local na rota do turismo cultural mundial.

  • 13/01/2020 19:38:07

    Luvo ganha infra-estruturas logísticas

    Mbanza Kongo - Um conjunto de infra-estruturas logísticas começam, este ano, a ser erguidas no posto fronteiriço do Luvo, município de Mbanza Kongo, província do Zaire, no âmbito do cumprimento das normas internacionais de comércio fronteiriço.

  • 03/01/2020 12:56:05

    Camponeses da Serra de Kanda recebem inputs agrícolas

    Mbanza Kongo - Camponeses da comuna da Serra de Kanda, município do Cuimba, Zaire, receberam nesta quinta-feira inputs agrícolas, constituídos por enxadas, catanas e machados, uma oferta do governo provincial.