Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

21 Janeiro de 2020 | 20h28 - Actualizado em 22 Janeiro de 2020 | 13h33

Mau estado da estrada motiva subida de preços no Dundo

Dundo - Os preços dos principais produtos que compõem a cesta básica registaram, nos últimos dias, uma subida nos diversos estabelecimentos comerciais e nos mercados informais da cidade do Dundo, quando comparados aos praticados no ano transacto.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Subida drástica da Cesta Básica

Foto: Kinda kyungu

Os comerciantes apontam a subida do preço do frete (transporte dos produtos de Luanda para o Dundo), como principal motivação da alteração da taxa dos principais produtos, em consequência do mau estado da Estrada Nacional (EN – 225).

Segundo apurou à Angop, durante uma ronda aos estabelecimentos comerciais e mercados informais, o saco de arroz de 25 quilogramas está ser comercializado a 13 mil kwanzas (AKz) contra os 9 mil Akz anteriores, assim como a caixa de 12 litros de óleo alimentar cujos preços variavam de 4 a 5 mil Akz, esta agora a 9 mil Akz.

Quanto ao saco de açúcar de 25 quilogramas passou de 13 mil kwanzas para 15 mil kwanzas, assim como o saco de feijão de 25 quilogramas que passou de 8 para 21 mil Akz e a caixa de peixe congelado (carapau) de 32 mil para 34 mil kwanzas.

Enquanto o saco de farinha de milho (fuba) 25 kg e o sal, antes vendidos a 6 mil e 5 mil kwanzas, agora está a ser comercializado a 9 mil kwanzas.

A Angop constatou, que com a subida constante de preços, alguns chefes de família acostumados a fazer compras a grosso, optaram em associar-se à uma outra pessoa para juntarem dinheiro e comprar, por exemplo, uma caixa de peixe, para posteriormente repartirem.

Muhangui João gerente de um armazém, afirmou que o preço do frete passou de 650 mil kwanzas para quase um milhão de kwanzas.

Já o responsável de um dos armazéns que comercializa peixe congelado e coxa de frango, Nelson Pedro, lamenta o facto porque a subida de preços tem estado a contribuir na diminuição do fluxo de clientes no seu estabelecimento.

“Infelizmente somos obrigados a subir os preços porque estamos a pagar caro na transportação dos produtos de Luanda para o Dundo, devido ao mau estado das vias de acesso”, sublinhou.

Por seu turno, o camionista André Correia, justifica que a subida do preço do frete deve-se ao mau estado da via, permitindo que a viagem demore mais do que o normal.

Já o director do gabinete provincial dos serviços técnicos e infra-estruturas, Noé Chipoia, disse tratar-se de uma situação de responsabilidade do Ministério da Construção e Obras Públicas, que junto do governo local, procuram soluções para intervir no referido troço ainda este ano.

Leia também
  • 20/01/2020 18:54:39

    Nova central térmica opera no final de Janeiro

    Dundo - A nova central térmica com capacidade de 10 megawatts, em construção no município de Chitato, província da Lunda Norte, entra em funcionamento no final deste mês de Janeiro.

  • 17/01/2020 22:17:55

    Inaugurada ponte sobre rio Luana

    Cambulo - Uma ponte metálica sobre o rio Luana, no troço Cambulo/Lucapa, província da Lunda Norte, foi inaugurada esta sexta-feira pelo governador provincial, Ernesto Muangala, e o presidente do conselho de administração da Endiama, Ganga Júnior.

  • 17/01/2020 19:21:28

    Projectos diamantíferos geram mais de mil empregos

    Dundo - Mais de mil empregos serão gerados com a entrada em funcionamento, nos próximos quatro meses, de três novos projectos diamantíferos na província da Lunda Norte, anunciou hoje, sexta-feira, o presidente do conselho de administração da Endiama, Ganga Júnior.