Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

28 Janeiro de 2020 | 20h00 - Actualizado em 29 Janeiro de 2020 | 12h43

Mediação do Inadec permite restituição de AKz 3 milhões

Luanda - Três milhões e 500 mil kwanzas é o valor restituido a um cidadão, depois de um litígio com a Cooperativa Cajueiro, mediado pelo Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (Inadec).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação vem expressa num balanço das actividades desenvolvidas de 20 a 24 de Janeiro, no qual o Inadec indica um registo 101 infracções, 10 denúncias, três inutilizações de produtos, nove apreensões, 71 notificações e 214 reclamações, das quais 108 foram resolvidas e 106 encontram-se em fase de resolução

No documento, a que a Angop teve acesso hoje, estão destacadas as denúncias sobre a “Creche as Quatro Irmãs Farmhouse”, em Luanda,  por elevar as propinas para o nível Pré-Escolar, de 55 mil para 86 mil kwanzas, sem nenhuma justificação e aviso prévio, e contra o Centro Evangélico de Medicamentos do Lubango, na  província da Huíla, por praticar a venda de medicamentos fora do prazo de validade.

No período em referência, o Inadec suspendeu três estabelecimentos comerciais por vender produtos com rótulos em línguas estrangeiras, por falta de higiene e de livro de reclamações.

Trata-se das superfícies comerciais Gou ShiI-Comércio (SU), em Luanda, A.M.M, em Cabinda, e  Domingos António Joaquim Comércio Geral, no Cuanza Sul.

Assuntos Economia  

Leia também
  • 28/01/2020 19:06:52

    Ministra das Finanças quer acelerar instrumentos do mercado de capitais

    Luanda - A ministra das Finanças, Vera Daves de Sousa, manifestou a necessidade de se acelerar o aprofundamento dos instrumentos do mercado de capitais para o financiamento da economia angolana.

  • 27/01/2020 22:01:56

    BNA mantém taxa básica de Juro em 15,5%

    Luanda - O Comité de Política Monetária (CPM) decidiu hoje, em Luanda, manter a taxa básica de Juro, Taxa BNA, em 15,5%, de acordo com um informe publicado na página oficial do Banco Nacional de Angola (BNA).

  • 27/01/2020 20:49:33

    FAJE prevê criar mais de 200 empresas na Huíla

    Lubango - Duzentas e 40 novas empresas estão projectadas para serem criadas este ano, através do Fórum Angolano de Jovens Empreendedores (FAJE) na Huíla, anunciou hoje o coordenador local, Piedade Pena.