Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

18 Fevereiro de 2020 | 13h32 - Actualizado em 18 Fevereiro de 2020 | 13h31

BM quer criar núcleo de pessoas competentes para PPP em Angola

Luanda - O Banco Mundial (BM) quer criar um núcleo de pessoas competentes que podem realmente garantir êxito às políticas do Executivo angolano voltadas às Parcerias Público-Privadas (PPP), disse nesta terça-feira, em Luanda, representante do BM em Angola, Olivier Lambert.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ao falar à imprensa, à margem do curso de Certificação Internacional em Parcerias Público-Privadas da APMG International decorre de 18 a 21 deste mês, Olivier Lambert, sublinhou ser importante capacitar os quadros que lidam com matérias das PPP, para que tenham conhecimento do real funcionamento das parcerias.

Disse ser essencial que os quadros tenham conhecimento de que as PPP são investimentos públicos, mas com dinheiro privado, uma PPP não pode transformar um bom projecto em mau projecto.

Segundo o mesmo, a capacitação é muito importante neste processo, porque sem capacitação dos quadros as PPP não serão boas para os governos, sendo que as parcerias têm de ter sucesso para as empresas privadas, mas também para o governo.

Olivier Lambert destaca o facto do Governo angolano querer dar um espaço maior para o sector privado, para que seja o motor do crescimento económico em Angola, elaborando um programa ambicioso de reforma do sector Empresarial público.

Explicou que o BM foi solicitado a prestar assistência técnica para apoiar esse programa, cujo enfoque no que se relaciona as PPP, incluindo igualmente triagem e priorização de projectos potenciais das PPP, apoio jurídico, regulatório e institucional das PPP, bem como capacitação através da aprendizagem na pratica e de um treinamento formal.

Na sua visão, a publicação da nova Lei e Regulamento das PPP marca um grande começo para este programa em Angola, uma vez que ambos estão de acordo com as melhores práticas internacionais e enviam um bom sinal ao mercado em relação ao programa das PPP em Angola.

De acordo com o mesmo, o outro passo será implementar de forma adequada, o novo quadro jurídico que poderia consolidar Angola como um mercado atraente das PPP para o investidor externo.

O curso de Certificação Internacional em Parcerias Público-Privadas da APMG International decorre de 18 a 21 deste mês, posteriormente, o exame para a obtenção do primeiro nível da Certificação Internacional em PPP da APMG International (CP3P).

Promovido pelo Ministério da Economia e Planeamento, Ministério das Finanças, em parceria com Banco Mundial, o curso prevê atribuir uma Certificação Internacional em Parcerias Público-Privadas aos formandos que demonstrarem compreender os princípios e as abordagens fundamentais de PPP.

Assuntos Economia  

Leia também
  • 18/02/2020 13:20:59

    País vai ter Órgão de Governação das Parcerias Público-Privadas

    Luanda - O País vai ter um Órgão de Governação das Parcerias Público-Privadas (PPP), para seleccionar os projectos prioritários e ter parcerias que contribuam para o desenvolvimento de Angola, anunciou nesta terça-feira, em Luanda, o ministro da Economia e Planeamento, Sérgio Santos.

  • 17/02/2020 19:07:05

    Angola tem potencial para fornecer alimentos ao mundo

    Luanda - Angola tem potencial para ser exportador de alimentos para uma crescente população global, pelo facto de ter uma área de quase 1,3 milhão de quilómetros quadrados de terra, 49 por cento dos quais são aráveis e menos de 10% explorado, declarou hoje (segunda-feira), em Luanda, a presidente da Câmara de Comércio EUA-Angola (Usacc), Maria da Cruz.

  • 17/02/2020 12:19:48

    Mike Pompeo reúne-se com empreendedoras angolanas

    Luanda - O secretário do Estado norte-americano, Mike Pompeo, reuniu-se nesta segunda-feira, em Luanda, com um grupo de seis mulheres empreendedoras angolanas capacitadas nos Estados Unidos da América, numa iniciativa que promove o profissionalismo.