Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

29 Fevereiro de 2020 | 01h16 - Actualizado em 29 Fevereiro de 2020 | 01h18

Resenha económica: Privatização de activos da Sonangol - destaque da semana

Luanda - O anúncio do arranque, em Abril, da privatização dos 11 dos 54 activos da Sonangol, constituiu um dos assuntos mais relevantes do noticiário económico da semana.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A petrolífera angolana, que deu esta informação numa conferência de imprensa, revelou também que reduziu a importação de combustíveis em 12%. Em 2019 importou 2.97 milhões de toneladas métricas, contra os 3.63 milhões de toneladas métricas de 2018.

Em relação às perspectivas, a companhia avançou que quer, até 2027, ser uma empresa referência a nível do continente africano e deter 10 por cento da produção nacional, passando dos actuais 27 mil para 120 mil barris/dia.

A respeito da sua dívida líquida, a maior empresa pública de Angola deu a conhecer que  tem uma variação de 53%, tendo registado  em 2019 uma dívida líquida de mil milhões e 254 milhões dólares, um valor muito abaixo dos dois mil milhões e 677 milhões dólares de 2018.

Ainda no domínio petrolífero, a ENI anunciou que aumentou a sua produção de petróleo em Angola na ordem dos 40%, através do campo Agogo 3, onde há uma reserva com aquela capacidade e que vai aumentar a produção do país, estimada em 1,4 milhões de barris/dia.

A queda do preço do barril do petróleo para 52,27 dólares no mercado de futuros de Londres, constituiu também uma novidade, já que faz tempo que o Brent não é negociado nessa fasquia.  

Outrossim, a empresa Petromar anunciou que está a recuperar barcos de passageiros e mercadorias de pequeno e médio porte, visando o aumento do emprego e receitas na região do município do Ambriz, província do Bengo.

O noticiário económico da semana que hoje finda destacou também a revogação da licença da seguradora da ” MEU Seguro”, SA por apresentar falsas declarações no que diz respeito aos recursos financeiros disponibilizados para a realização do capital social, acto jurídico que dará lugar à imediata entrada em liquidação da referida sociedade.

De igual modo, foi noticiada a nova tabela de taxas de portagem na Ponte da Barra do Kwanza, em Luanda, que começa a vigorar a partir de 02 de Março próximo, e os 8,7 milhões de euros que serão disponibilizados este ano pelo Banco Mundial (BM), para financiamento de projectos de construção de novas redes de abastecimento de água e ligações domiciliares nos bairros periféricos da cidade do Uíge, sede capital da província.

O canal de economia da Angop divulgou também os prejuízos registados pela Rede Nacional de Transporte de Energia (RNT), avaliados em 30 milhões de kwanzas, resultante da vandalização de mais de 400 torres de transporte de electricidade no país, e a inundação principal mercado da cidade do Dondo (província do Cuanza Norte), devido à abertura das comportas da barragem hidroeléctrica de Cambambe, para reduzir a pressão sobre a albufeira.

Noutra vertente, e não menos importante, o encerramento no mercado do km 30, no município de Viana, em Luanda, de mais de dez casas de abate de animais, por falta de e condições higiénicas e sanitárias que perigam a vidas dos consumidores e dos seus trabalhadores, e a confirmação de que a TAAG vai receber vai receber a primeira, de seis aeronaves, do tipo Dash8-400s, da companhia canadiana “De Havilland of Canada Limited”, na última semana do mês de Março constituíram, igualmente, destaque.

Assuntos Economia  

Leia também
  • 28/02/2020 14:43:51

    TAAG recebe primeira aeronave Dash8-400s em Março

    Luanda - A TAAG - Linhas Aéreas de Angola vai receber a primeira, de seis aeronaves, do tipo Dash8-400s, da companhia canadiana "De Havilland of Canada Limited", na última semana do mês de Março.

  • 28/02/2020 13:09:10

    Negócios na Bodiva registam crescimento de 10 por cento

    Luanda - Oitocentos e 74 mil milhões de kwanzas é o volume de negócios transaccionados pela Bolsa de Dívida e Valores de Angola (Bodiva), em 2019, informou nesta sexta-feira, em Luanda, o presidente da comissão executiva da bolsa, Ottoniel Santos.

  • 27/02/2020 17:35:18

    Diversificação económica deve dinamizar crescimento do PIB

    Luanda - O Produto Interno Bruto (PIB) angolano foi superado pelo etíope e queniano, ocupando agora o quinto lugar da lista das maiores economias da África Subsariana, um quadro que na visão do economista Carlos Rosado deve ser alterado com a diversificação da economia do país.