Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

16 Julho de 2020 | 15h25 - Actualizado em 16 Julho de 2020 | 15h24

BNA apresenta nova família do Kwanza a membros do Minint

Benguela - O Banco Nacional de Angola (BNA) procedeu hoje, quinta-feira, nesta cidade, a apresentação da nova família do Kwanza "série 2020", que entra em circulação a 30 do corrente, a membros do conselho consultivo da delegação do ministério Interior na província de Benguela.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo o delegado do BNA em Benguela, Gonçalo Rita, o encontrou visou explicar aos participantes as características, composição e elementos de segurança da nova série de kwanzas/2020, que conta com notas de valor facial de 200 a cinco mil kwanzas.

O responsável destacou que os elementos de segurança são mais acentuados nesta nova série de notas, que foi criada com tecnologia mais moderna, ao contrário da série anterior, com destaque para o polímero, material plástico presente nas notas de 200 a dois mil kwanzas.

“Essa nova família de notas já não se fotocopia, tem acessibilidade táctil para deficientes visuais, entre outros elementos que, pela simples vista, não se conseguem detectar”, frisou.

Gonçalo Rita disse que não se trata de uma troca da moeda, mas que a nova série vai ser colocada faseadamente em circulação, enquanto a antiga será retirada paulatinamente.

O responsável enfatiza que as notas antigas não devem ser rejeitadas no circuito comercial, contando-se com o concurso dos órgãos de fiscalização para garantia dessa directriz, dos quais a Polícia Nacional.

Já o delegado do ministério do Interior em Benguela, Aristófanes dos Santos, manifestou a disposição desse órgão fiscalizar e fazer cumprir as orientações do BNA.

“Nós, enquanto órgão do serviço de segurança, vamos estar mais atentos, sobretudo ao nível do Serviço de Investigação Criminal, para evitar falsificações desta nova série de kwanzas”, disse o responsável.

O também comandante provincial da Polícia Nacional em Benguela referiu que, sabendo-se do convívio temporário das duas famílias de kwanzas, certamente as forças de segurança saberão desempenhar o seu papel e aplicar as medidas que se impuserem.

As novas notas têm valores faciais de 200, 500, 1.000, 2.000 e 5.000 kwanzas, e vão continuar a coabitar com a actual série, de 2012, até à sua substituição completa no mercado. 

O Kwanza tornou-se na moeda oficial de Angola a 08 de Janeiro de 1977, dois anos depois da proclamação da Independência Nacional, a 11 de Novembro de 1975.

No seu percurso cronológico, o kwanza sofreu algumas ligeiras adaptações quanto à sua designação, como Novo Kwanza, Kwanza Reajustado e novamente Kwanza.

Leia também
  • 16/07/2020 10:14:02

    Pólo da Catumbela tem nova fábrica de recipientes plásticos

    Benguela - O Pólo de Desenvolvimento Industrial da Catumbela, na província de Benguela, conta com uma nova unidade de produção de recipientes (tanques) plásticos, utilizados como reservatórios de água e combustível, apurou hoje, quinta-feira, a Angop.

  • 15/07/2020 17:31:54

    Dezanove empresários aguardam por desembolsos em Benguela

    Benguela - Dezanove (19) operadores económicos da província de Benguela, dos 107 que inicialmente manifestaram interesse no programa de alívio económico definido pelo Executivo, aguardam que sejam feitos os respectivos desembolsos pela banca comercial, informou hoje, quarta-feira, o represente local do INAPEM, Lino Joaquim.

  • 13/07/2020 16:46:19

    Angola possui potencialidades para combater a fome - FAO

    Benguela - Angola dispõe de "exuberantes e imensuráveis" recursos hídricos e condições climatéricas favoráveis à produção agro-alimentar, o que possibilitará ao país, a curto ou médio prazo, reduzir a pobreza e combater a fome, afirmou, nesta segunda-feira, em Benguela, o conselheiro técnico da FAO, Domingos Diogo.