Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

02 Agosto de 2020 | 14h38 - Actualizado em 03 Agosto de 2020 | 10h11

Reservas nas contas da Sodiam resultam de transacções anteriores

Luanda - A Empresa Nacional de Comercialização de Diamantes de Angola (Sodiam) clarificou em comunicado de imprensa que as reservas de auditoria reportadas no Relatório e Contas de 2019 apresentadas ao IGAPE resultam de transacções ocorridas antes da entrada em funções da actual administração.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Símbolo da Sodiam

Foto: Pedro Parente

No comunicado a que a Angop teve hoje acesso, a Sodiam, transformada em empresa pública em 2017, pelo Decreto Presidencial nº 153/17 de 04 de Julho, manteve os registos da SODIAM SA, nos quais se destacavam transacções realizadas ao abrigo da participação societária que incluía a Endiama (99%) e o ISEP (1%).

Explica que os relatos financeiros deveriam ter sido ajustados contabilisticamente e registados de acordo com o novo estatuto das duas empresas públicas, obedecendo à Lei das Sociedades Comerciais e à Lei de Bases do Sector Empresarial Público, uma vez que passaram a ser empresas distintas com personalidade jurídica própria e autonomia financeira.

Refere que durante o exercício de 2019 foi contratado o serviço especializado de consultoria financeira da DeloiteE, para procederà reconciliação independente dos valores abertos existentes nos registos de ambas as empresas.

Foi realizado o levantamento contabilístico e foram identificadas todas as transacções pendentes nos registos de cada uma das empresas, para a devida decisão administrativo-financeira, tendo em conta que tais transacções haviam sido realizadas até Julho de 2017, período anterior à entrada em funções da actual administração da SODIAM E.P.

O relatório de consultoria financeira apresenta, no seu conjunto de saldos, uma posição credora para a SODIAM E.P., que teve a iniciativa da referida reconciliação e tem manifestado disponibilidade de resolução destes eventos do passado, com o objectivo de eliminar do seu relatório e contas uma das reservas recorrentes de auditoria externa.

A SODIAM E.P.tem estado fortemente empenhada na eliminação das reservas de auditoria externa, relacionadas com eventos do passado, admitindo assim que a decisão associada à reconciliação de saldos entre as duas empresas esteja reflectida no fecho de contas dos próximos exercícios económicos com aprovação do IGAPE.

 Sobre a SODIAM

A SODIAM é a empresa estatal responsável pelo controlo e supervisão de compra, venda e exportação/importação de diamantes em Angola.

Das suas funções destacam-se as seguintes: canal único de comercialização de diamantes, órgão público de comercialização de diamantes, gestor da reserva estratégica do Estado, comprador e revendedor de 15 a 20% da quota de produção autorizada, comprador e revendedor exclusivo de diamantes brutos de origem e exploração semi-industrial/cooperativas mineiras.

Assuntos Diamantes  

Leia também
  • 10/07/2020 19:32:59

    Cooperativas de diamantes garantem empregos

    Cuito - Quinhentos e 23 cidadãos encontraram emprego nas sete cooperativas de exploração de diamantes instaladas na província do Bié, informou hoje, sexta-feira, no Cuito, a directora do Gabinete Provincial do Desenvolvimento Económico Integrado, Anacleta Sassango Leonardo.

  • 02/06/2020 20:35:23

    Covid-19: Catoca capacita trabalhadores à distância

    Saurimo - Trezentos trabalhadores da Sociedade Mineira de Catoca beneficiam, em Saurimo, na província da Lunda Sul, desde segunda-feira, de cursos sobre tecnologias de informação, via "online" (à distância), com vista a melhorarem a sua prestação de serviço neste campo.

  • 19/05/2020 18:20:08

    Covid-19: Catoca encerra fábrica de tratamento de diamantes

    Luanda - A Sociedade Mineira de Catoca procedeu ao encerramento de uma das fábricas de tratamento e suspendeu os trabalhos de prospecção em outras concessões, como medidas de gestão de crise, face à covid-19, indica uma nota dessa exploradora angolana de diamantes.