Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

11 Agosto de 2020 | 17h27 - Actualizado em 11 Agosto de 2020 | 17h27

Leilão online de mercadorias rende Kz 71 milhões

Luanda- A Administração Geral Tributária (AGT) arrecadou 71 milhões de kwanzas, com o leilão online de 139 lotes de mercadorias diversas, realizado a 12 de Julho último.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

As previsões da AGT indicavam para a arrecadação, para os cofres do Estado, de 29 milhões.

Mais de mil contribuintes concorreram às “ compras online”,  cuja praça dispunha   equipamentos informático, hospitalar, desportivo, peças industriais,  e de automóveis,  cosméticos,  brinquedos, bebidas, vestuário.

Material de construção civil,  motores  industriais trifásicos, eletrodomésticos estavam também incluídos no lote de mercadorias leiloadas online.

De acordo com uma nota da AGT a que a Angop teve acesso, as  mercadorias vendidas estavam em armazém, há muito, no Centro Logístico Aduaneiro do Quilómetro 33, em Luanda.

Com este leilão, a AGT "livrou-se" das referidas mercadorias e começa a devolver os contentores aos agentes de navegação.

Segundo leilão 

O segundo leilão online está previsto para o mês de Setembro,  de acordo com o chefe do Departamento dos Serviços Aduaneiros da Terceira  Região Tributária (Luanda/Bengo), Osvaldo  Henriques, citado na Folha Tributaria (newsletter) da AGT.

Para o efeito, de acordo com o responsável, já está em curso o processo de transferência dos contentores  para o Centro Logístico Aduaneiro do Quilómetro 33,  em Viana, para a posterior identificação das mercadorias.

Acrescenta que, doravante, deixam de ser realizados leilões presenciais, passando ao modelo online, sendo o mais aplicável para à arrematação de mercadorias.

Esclareceu que as mercadorias leiloadas  constituem artigos abandonados, confiscados ou não desalfandegados pelos  proprietários.

 AGT esclarece que todas as mercadorias das licitadas excederem  o prazo nos  espaços aduaneiros, estando estipulado, no modal aéreo, 30 dias, para desalfandegamento, no sector portuário, 60 dias, e para produtos perecíveis apenas 48 horas.

Assuntos Angola  

Leia também