Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

10 Setembro de 2020 | 14h45 - Actualizado em 10 Setembro de 2020 | 14h45

Cem produtores expõem na primeira "AgriHuíla"

Lubango - Pelo menos cem agricultores vão expor os seus produtos na primeira edição da Feira de Escoamento da Produção Nacional, a "AgriHuíla", de 24 a 27 deste mês, no recinto da Expo-Huíla, na cidade do Lubango.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huíla: Manuel Machado Quilende

Foto: Amélia Oliveira

O evento é promovido pelo governo da Huíla e está alinhado com as accções do Ministério da Indústria e Comércio, no âmbito do Programa do Comércio Rural, contando com a parceria da Associação Agro-Pecuária, Comercial e Industrial da Huíla (AAPCIL) e administrações municipais.

A feira contará com produtores dos municípios da Humpata, Chibia, Gambos, Cacula e Lubango.

A propósito dessa exposição, o director para o Desenvolvimento Económico Integrado da Huíla, Manuel Machado Quilende, disse à Angop que o evento vai ser uma referência para os pequenos, médios e grandes produtores, bem como para as cooperativas de famílias que procuram formas de escoar os seus produtos e serviços.

Indicou que o evento vai ajudar a criar um entreposto de compra e venda dos produtos locais, promover mais a produção nacional e divulgar o que é feito na região.

“Queremos motivar os produtores e dar maior atenção à produção nacional, estimular as vendas, para incentivar os produtores a aumentar a capacidade de produção e com isso os postos de trabalho”, reafirmou.

Nessa edição des estreia, frisou, embora seja destinada a região sudoeste, com o Lubango, Humpata, Chibia, Gambos e Cacula, os demais nove municípios podem participar com os seus produtores, desde que prestam serviços de apoio à cadeia de produção.

Realçou que por se estar a viver um contexto da pandemia da covid-19, no país, a presente edição vai acautelar a medidas de segurança, com uma empresa que vai apoiar ao evento com o fornecimento de materiais de biossegurança.

Referiu que a expectativa é que existam vários compradores, não só da Huíla, mas de outras províncias vizinhas, pelo que as empresas que beneficiaram de financiamento para adquirir a produção têm aí uma oportunidade de estabelecer contacto e fazer negócio.

Fez saber que a iniciativa é de carácter contínuo e têm já previsto uma segunda edição para Caluquembe, de 15 a 18 de Outubro, com participação dos municípios de Caconda, Chipindo, Quilengues e Cacula.

A terceira edição poderá ter lugar na Matala, de 12 a 15 de Novembro, com os municípios de Quipungo, Chicomba, Jamba e Cuvango.

 

Leia também
  • 08/09/2020 19:00:05

    Mosap II restaura valas de irrigação no Bié

    Cuito - O Projecto de Desenvolvimento da Agricultura Familiar e Comercialização (MOSAP II) começou nesta segunda-feira a reabilitar e construir de raíz, no Andulo, Chitembo e Cuito (Bié) três novas valas de irrigação, com o lançamento da primeira pedra na aldeia de Nguli.

  • 08/09/2020 18:12:19

    Angola dá passos para digitalizar dados da agricultura

    Luanda - O Fundo das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) está a apoiar Angola a digitalizar os dados dos subsectores da agricultura, pescas e sistemas de produção rural, para identificar os principais desafios e oportunidades no contexto actual.

  • 08/09/2020 12:31:07

    ACNUR constroi mercado no Campo do Lóvua

    Lóvua - Com objectivo de reduzir significativamente a dependência de sobrevivência dos refugiados assentados no Campo do Lóvua, o escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), na Lunda Norte, construiu um mercado no local para, entre outros, comercializar produtos agrícolas.