Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

14 Setembro de 2020 | 19h25 - Actualizado em 14 Setembro de 2020 | 19h28

Angola e EAU assinam memorando de entendimento

Luanda - O Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) e os Emirados Árabes Unidos ( EAU) rubricaram, esta segunda-feira, um acordo de cooperação, com vista a facilitação na aquisição de tractores fabricados na Zona Económica Especial (ZEE), em Luanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Banco de Desenvolvimento de Angola e Emirados Árabes Unidos assinam acordo

Foto: António Escrivão

Foram signatários, o presidente do Conselho de Administração do BDA, Henda Inglês, e o Sheik Ahmed Diamook Maktoum.

No documento, a instituição bancária propõe-se financiar a aquisição de tractores produzidos, no país, pelos Emirados Árabes Unidos.

Ao intervir, Henda Inglês afirmou que o BDA vai, de igual modo, apoiar a fábrica em acções de marketing, visando dar a conhecer ao público alvo o objectivo da unidade fabril.

Para o efeito, o banco providenciou um projecto jornalístico, a iniciar dentro de dias, que dará a conhecer as actividades do sector agrícola no país, o qual terá a duração de 30 dias, sendo uma oportunidade para os bens produzidos na fábrica serem conhecidos.

Fez saber que o BDA está a trabalhar no financiamento do sector agrícola com capital circulante, cujo valor não revelou, e tem em perspectiva o financiamento da produção de máquinas e equipamentos.

Por seu turno, o Sheik Ahmed Maktoum referiu que a fábrica tem capacidade para produzir três mil tractores ano, num investimento, que a seu ver, vai de acordo ao apoio a diversificação da economia em Angola.

Referiu que o seu país pretende ainda investir, nos próximos tempos, na produção de fertilizantes.

Na ocasião, o ministro da Economia e Planeamento, Sérgio Santos, que presenciou o acto, sublinhou que caberá ao BDA  facilitar a aquisição de tractores aos cidadãos que não tenham possibilidades de adquiri-los a pronto pagamento.

Nesta vertente, explicou, as pessoas que se encontrarem nesta condição ficarão a dever ao banco, sendo a amortização feita a prestações.

O governante sustentou não estar estipulado um valor total do acordo, visto que, em princípio, o mesmo visa suportar a produção de tractores.

De referir que em Janeiro deste ano, a Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações de Angola (AIPEX) e a Câmara de Comércio e Indústria Angola/Emirados Árabes Unidos rubricaram, em Luanda, um memorando de entendimento para negociação de linhas de crédito e pacotes de financiamento.

Angola abriu uma representação diplomática nos EAU em 2004, através de um consulado geral, que passou, quatro anos depois, ao estatuto de embaixada.

Entre outros sectores, os países cooperam nas áreas de petróleo, gás e agricultura.

Assuntos Economia  

Leia também
  • 14/09/2020 13:18:53

    Angola com baixo risco de incumprimento de pagamento da dívida

    Luanda - Angola apresenta um baixo risco de incumprimento de pagamento da dívida soberana, fruto das reformas em curso, segundo a avaliação feita recentemente pelas três principais agências internacionais de “rating” (S&P, Fitch e Moody's).

  • 14/09/2020 12:05:46

    Crédito representa 16% dos activos da banca

    Luanda - O crédito bancário à economia representa apenas 16% do activo da banca e uma taxa de transformação de depósitos em créditos de 35%.

  • 13/09/2020 14:31:27

    Madeireiros com prejuízos de mais de AKz 100 mil milhões

    Menongue - Os madeireiros da província do Cuando Cubango acumularam, de 2018 até agora, prejuízos de 125 mil milhões de kwanzas, pela não transformação da madeira em toro nas áreas de exploração.