Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

17 Outubro de 2020 | 09h15 - Actualizado em 17 Outubro de 2020 | 09h15

Projecto Lunhinga absorve mais de 300 trabalhadores da extinta SML

Dundo - Trezentos e cinquenta (350) trabalhadores da extinta Sociedade Mineira do Luo (SML) foram enquadrados no projecto mineiro do Lunhinga, visando salvaguardar os seus empregos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mina de diamante

Foto: HÉLDER DIAS

A informação foi avançada esta sexta-feira pelo membro da comissão de gestão do projecto, Fernando Sebastião, tendo esclarecido que o enquadramento dos mesmos ocorreram de acordo com as suas  valências e mediante negociações individuais, processo fiscalizado Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS).

Assegurou que após a transição, as condições adquiridas por grande parte dos quadros durante a época em que operaram na mina do Luó, foram salvaguardadas, assim como a manutenção do tempo de trabalho acumulado, bem como a regularização no Instituto Nacional de Segurança Social (INSS).

Sem avançar números, disse ser um processo contínuo e os trabalhadores que não se encontram na provincia da Lunda Norte, por força da Covid-19 serão enquadrados nos próximos dias.

Situado na Província da Lunda-Norte, o Lunhinga é um projecto de exploração dos Kimberlitos de Camatchia e Camagico, que está a ser gerido por uma comissão de gestão nomeada pela Empresa Nacional de Diamantes de Angola (Endiama).

Tem uma concessão de 225 quilómetros quadrados, com níveis de tratamento de 1,4 milhões de toneladas de minério por ano, onde recupera nove mil quilates/mês e 100 mil quilates/ano de diamantes.


 

Leia também
  • 15/10/2020 16:25:02

    Governador quer aumento de receitas comunitárias

    Dundo - O governador da Lunda Norte, Ernesto Muangala, apelou quarta-feira às administrações municipais no sentido de imprimirem nova dinâmica para o aumento na arrecadação de receitas comunitárias, através do Portal do Munícipe.

  • 15/10/2020 15:39:18

    Barragem do Luachimo começa a gerar energia em 2021

    Dundo - A barragem hidroeléctrica do Luachimo, na província da Lunda Norte, cujas obras de ampliação estão em curso desde Fevereiro de 2016, começa a gerar energia eléctrica a partir do primeiro semestre de 2021.

  • 02/10/2020 14:50:31

    Ano agrícola na Lunda Norte envolve 148 mil famílias

    Dundo - Cento e quarenta e oito mil famílias camponesas na Lunda Norte estarão envolvidas na campanha agrícola 20120/2021, cuja abertura está prevista para o mês corrente, com 222 mil hectares de terra preparados.