Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

28 Março de 2012 | 11h24 - Actualizado em 28 Março de 2012 | 16h41

Angola propõe rectificações para aderir ao acordo ortográfico

CPLP

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Porta-voz da 7ª reunião técnica dos ministros da Educação da CPLP

Foto: Angop

Luanda - A proposta de base de Angola para ratificar o acordo ortográfico passa por rectificar algumas palavras informou nesta quarta-feira, em Luanda, o porta-voz da 7ª reunião técnica preparatória ordinária dos ministros da educação do Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Justino Jerónimo.


Segundo o responsável, que falava à imprensa sobre as questões que antecedem a reunião de ministros da educação da CPLP, estas rectificações são meramente técnicas e que a seu tempo, os técnicos se vão pronunciar e fundamentar o assunto.


"Não é missão desta reunião, nem é mandato dos ministros da educação assumir a tarefa da adesão aos acordos ortográficos, isso é tarefa dos estados ao seu mais alto nível, aqui se vai tratar do recomendado que é a inserção da mesma na reunião de ministros, uma vez que a posição de Angola  não é contra a adopção", explicou.


Neste contexto, Angola toma posição de acautelar as implicações do acordo ortográfico no desenvolvimento do sistema educativo vigente, porquanto há países que estabeleceram uma moratória na aplicação e há outros como Angola que actualmente estão em fase de estudos.


De acordo com o porta-voz, os técnicos estão a trabalhar desde 2008 para que na eventualidade de ratificação este procedimento não crie dificuldades ao sistema educativo nacional, porquanto está se a preparar os professores e o material didáctico, bem com a acautelar questões técnicas.


Segundo o responsável, no encontro que hoje começa, serão abordadas questões saídas da sétima reunião dos ministros dos negócios estrangeiros da organização, realizado no passado mês de Fevereiro.


Este encontro recomendou aos ministros da educação que a problemática da implementação do acordo ortográfico, em termos de produção de vocabulários ortográficos, fosse assumido na agenda desta reunião.


Os outros pontos têm a ver com as recomendações da reunião extraordinária de ministros da educação e da cultura, realizada em Portugal em 2008, que tratou de aspectos ligados ao desenvolvimento da língua portuguesa no sistema educativo e a avaliação escolar.


Neste encontro, acrescentou, foi ainda abordado o reforço do desenvolvimento dos sistemas educativos, não só no domínio da língua portuguesa, mas também nos processos que estão em reforma nos países membros.


Outro link de abordagem saiu na última reunião ordinária de ministros da educação da CPLP, realizada em 2005, onde se abordou a problemática da avaliação escolar do ensino técnico profissional.