Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

22 Janeiro de 2014 | 14h30 - Actualizado em 22 Janeiro de 2014 | 14h30

Moxico: Sector de Educação necessita de três mil professores

Luena - O sector da Educação na província do Moxico necessita de três mil novos professores para cobertura da rede escolar em toda a região, disse hoje, quarta-feira, o seu director provincial, Abel Jones Piqui.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Falando a propósito dos preparativos da abertura do ano lectivo/2014, que acontece no próximo dia 3 de Fevereiro, explicou que o número de docentes em referência é preciso, tendo em conta as 64 novas escolas em construção e o crescimento da população estudantil em todos os municípios da província.

Disse mais adiante que em 2013 não se fez enquadramento de novos professores, razão desta necessidade de docentes. Actualmente o sector controla mais de seis mil professores, número que considerou insuficiente para a demanda.

Segundo o responsável, a preocupação foi já encaminhada às estruturas centrais  de tutela, designadamente ministérios da Administração do Território e das Finanças, com vista a atribuição de quotas para admissão de novos docentes.

Abel Piqui mostrou-se satisfeito quanto ao aproveitamento escolar alcançado no ano lectivo/2013, na ordem de 94 porcento, como resultado do engajamento dos profissionais da educação e dos alunos.

O ensino primário obteve 95 porcento de rendimento escolar, o I ciclo do ensino secundário alcançou a percentagem de 79, enquanto que 89 porcento coube ao II ciclo do ensino secundário e técnico-profissional.

Quanto a abertura do ano lectivo, assegurou que tudo está preparado para o arranque das aulas em Fevereiro, em cumprimento ao calendário nacional.

Mais de 250 alunos é o número que se pretende matricular em todos os subsistemas de ensino geral na província e que frequentarão aulas em 252 escolas de construção definitivas, num total de mil e 352 salas de aula.

Leia também
  • 11/02/2019 10:18:41

    Huíla com quatro mil crianças no ensino pré-escolar

    Lubango - Quatro mil e 700 crianças dos zero aos quatro anos frequentam este ano o ensino pré-escolar na província da Huíla, cifra que representa um aumento de 631 menores em relação a 2018.

  • 08/02/2019 17:31:26

    Embala Tchibango ganha escola primária

    Cuito - Uma escola do ensino primário, com quatro salas de aula, para 800 alunos, foi entregue, nesta sexta-feira, à população da embala Tchibango, município do Chinguar, 75 quilómetros a norte da cidade do Cuito (Bié).

  • 07/02/2019 15:44:55

    Candidatos a FCA reprovam todos no exame de admissão

    Huambo - Os 260 candidatos ao preenchimento de vagas na Faculdade de Ciências Agrárias (FCA) da Universidade José Eduardo dos Santos, na província do Huambo, reprovaram todos, por não atingirem o valor mínimo exigido (10)

  • 07/02/2019 13:02:32

    Índia disponibiliza 30 bolsas de graduação e pós-graduação

    Luanda - Trinta cidadãos nacionais com idades compreendidas entre os 18 e 30 anos poderão beneficiar de cursos de graduação e pós-graduação em Engenharia e Ciências Médicas, na Índia, no ano lectivo 2019/2020.