Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

18 Dezembro de 2015 | 14h59 - Actualizado em 18 Dezembro de 2015 | 20h25

Angola: Ministro da Educação ambiciona 1º lugar no prémio SADC de Redacção

Luanda - O ministro da Educação, Pinda Simão, encorajou hoje, em Luanda, os responsáveis da educação a nível nacional, a engajarem-se na instrução dos estudantes das escolas secundárias, interessados no concurso organizado pela Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), para conquistarem, nos próximos anos, o primeiro lugar.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Pinda Simão - Ministro da Educação

Foto: Lino Guimaraes

Pinda Simão teceu estas declarações durante a cerimónia de entrega de prémios aos três classificados para concurso da SADC de redacção 2015, a nível nacional.

O ministro ressaltou que ter resultados positivos a nível nacional é bom, mas deve-se trabalhar afincadamente para ganhar o regional. “Em 2012 alcançamos o segundo lugar regional, porque não o primeiro”, interrogou.
   
No concurso nacional arrebatou o primeiro lugar o estudante da província de Benguela, André Ernesto, a Huíla o segundo lugar, pela aluna Nádia Miranda e Cuanza Norte, com Alberto Sangueve, o terceiro lugar.

Os classificados receberam do Ministério da Educação computadores, impressoras e 500, 300 e 200 dólares americanos, respectivamente 1º, 2º e 3º.

O concurso, com periodicidade anual, acontece no princípio de cada ano lectivo (Fevereiro), com a proposta pela SADC de um tema que deve ser desenvolvido pelos estudantes e avaliados por juri, constituído por um leque de professores seleccionados.

Para 2015 o tema  foi “Exploração dos Recursos Naturais Diversificados para o Desenvolvimento Económico e Social Sustentável da Beneficiação  de valores”, assunto que, para o ministro, contribui no processo de aprendizagem.

Por outro lado, disse que a rotina na participação do referido concurso oferece a oportunidade dos estudantes sentirem-se parte da sociedade com a exposição de suas opiniões, exemplificando soluções para o desenvolvimento do país.

Os classificados a nível nacional serão acompanhados e poderão beneficiar de uma bolsa de estudo para o ensino superior.

Apenas nove províncias (Cuanza Norte, Cuanza Sul, Lunda Norte, Huíla, Bengo, Benguela, Móxico, Zaíre e Cunene) participaram na edição de 2015, com um total de vinte e sete trabalhos.

Pinda Simão felicitou a província da Huíla, pelas consecutivas participações, sempre entre os três melhores lugares. 

Assuntos Educação  

Leia também
  • 07/02/2019 15:44:55

    Candidatos a FCA reprovam todos no exame de admissão

    Huambo - Os 260 candidatos ao preenchimento de vagas na Faculdade de Ciências Agrárias (FCA) da Universidade José Eduardo dos Santos, na província do Huambo, reprovaram todos, por não atingirem o valor mínimo exigido (10)

  • 07/02/2019 13:02:32

    Índia disponibiliza 30 bolsas de graduação e pós-graduação

    Luanda - Trinta cidadãos nacionais com idades compreendidas entre os 18 e 30 anos poderão beneficiar de cursos de graduação e pós-graduação em Engenharia e Ciências Médicas, na Índia, no ano lectivo 2019/2020.

  • 07/02/2019 05:13:10

    Aldeia de Canguenhe ganha escola do ensino primário

    Dondo - A aldeia de Canguenhe, no município de Cambambe, província do Cuanza Norte, conta desde quarta-feira com a sua primeira escola do ensino primário, com quatro salas de aulas, capaz de albergar 250 alunos em dois turnos.

  • 07/02/2019 00:27:19

    Actividades científicas devem responder os desafios de desenvolvimento do país

    Huambo - As actividades científicas realizadas pelas instituições de ensino universitário do país devem, necessariamente, responder os desafios de desenvolvimento nacional, recomendou, quarta-feira, na província do Huambo, o secretário de Estado para a Cência, Tecnologia e Inovação, Domingos da Silva Neto.