Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

16 Março de 2017 | 12h57 - Actualizado em 16 Março de 2017 | 12h57

Senegal: Apresentada experiência de Angola sobre educação para renascimento cultural

Dakar - A experiência de Angola sobre educação para o renascimento cultural africano e as ideias pan-africanistas foi transmitida hoje, quinta-feira, em Dakar, Senegal, pela especialista da Organização Não Governamental (ONG) ADPP-Angola, Rikke Viholm.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Angola transmite experiência sobre educação para renascimento cultural

Foto: Pedro Parente

Falando no painel sobre "Educação para o renascimento cultural africano e ideias pan-africanistas", cujo moderador foi o ministro angolano da Educação, Pinda Simão, a especialista apresentou a experiência, tendo como base o projecto "Machimbombeando".

Implementado durante quatro anos, referiu, o projecto consistiu em quatro viagens de autocarro por alguns países de África sob o lema "Aprender a viajar - viajar para aprender".

Salientou que a iniciativa perseguiu como o princípio de que "você precisa ser móvel para descobrir muitas coisas", pelo que as viagens podem influenciar e apoiar o fortalecimento de sociedades, combinando os melhores valores de comunidades africanas e tradições entre o mundo moderno.

Promovido pelo Ministério da Educação e a ADPP/Angola, o projecto envolveu 15 escolas de professores do futuro e como resultado no período 2013-2014, duzentos estudantes viajaram pela Namíbia, Botswana, Zimbabwe, Zâmbia, Tanzânia, Malawi, Moçambique e Angola.

No período seguinte, 2015-2016, o mesmo número de estudantes viajou principalmente por Angola, descobrindo a diversidade do país em aspectos como a cultura, línguas, história, geografia e economia.

As viagens requeriam um período de preparação em que consistia em estudar África, sua história e a África actual, bem como a prática do inglês, enquanto principal língua a utilizar.

Tornou possível as viagens por autocarro a paz em Angola e na região austral do continente.

Nestas viagens, os estudantes vivem com famílias locais em áreas rurais remotas e participam da vida da aldeia, o que permitiu, efectivamente, adquirir experiências que dão a perspectiva da vida e garante um alto valor para o professor do futuro.

Durante as jornadas, os estudantes realizaram visitas a fábricas, fazendas, hospitais, escolas, minas, entre outros lugares de trabalho e autoridades locais.

O projecto estabelece regras básicas para condução segura, entre as quais limite máximo de velocidade (50 km/hora), horário de condução (não fazê-lo entre às 18:00 - 06:00), entre outras normas.

O referido painel abordou igualmente os sub-temas: “Modelo Educativo Colonial e Pós-colonial - Fundamentos de um Modelo Educativo Africano,” “Necessidade de Refundação da Escola Actual- a Experiência do Mali” e “Formação de Adultos”.

“Educação por Investigação Continental em Países de África - Perspectivas de Desenvolvimento”, foi outro sub-tema apresentado no painel moderado pelo ministro Pinda Simão, que representa na trienal sobre educação o Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

No fórum, que hoje regista a Cimeira de Chefes de Estado, a delegação angolana é integrada igualmente pelo secretário de Estado da Educação, Narciso Benedito, o embaixador de Angola na Guiné-Bissau, Senegal e Gâmbia, Daniel Rosa, técnicos seniores do Ministério da Educação e diplomatas angolanos.

Assuntos Educação  

Leia também
  • 15/03/2017 23:54:34

    Cuanza Norte: Docentes informados sobre o Cofre de Providência

    Ndalatando- Os Professores da Escola do Ensino Especial do Cuanza Norte foram esclarecidos quarta-feira, em Ndalatando, sobre o papel do Cofre de Providência para a classe docente, que visa conferir maior dignidade social aos profissionais.

  • 15/03/2017 18:35:00

    Município de Viana carece de três mil salas de aulas

    Luanda - Para albergar os cerca de 23 mil alunos que se encontram actualmente fora do sistema de ensino no município de Viana, a região carece de aproximadamente três mil salas de aulas, revelou hoje, quarta-feira, em Luanda, o director local da Educação, Jacob Kahisso.

  • 15/03/2017 17:23:35

    Ministro Pinda Simão representa PR na Mesa Redonda Presidencial da Trienal 2017

    Luanda - O ministro da Educação, Pinda Simão, representa, quinta-feira, em Dakar, Senegal, o Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, na Mesa Redonda Presidencial da Trienal 2017, da Associação para o Desenvolvimento da Educação em África (ADEA).