Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

08 Fevereiro de 2018 | 15h19 - Actualizado em 08 Fevereiro de 2018 | 15h19

Angola no 3º fórum africano sobre Ciência, Tecnologia e Inovação no Cairo

Luanda - Angola estará presente no 3º fórum africano sobre Ciência, Tecnologia e Inovação (STI), a ter lugar na cidade do Cairo (Egipto) de 10 a 12 do mês em curso, com uma delegação chefiada pela ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Sambo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Maria do rosário Sambo, ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação

Foto: ANTÓNIA ESCRIVÃO

A governante angolana dissertará  sobre o tema " Os caminhos inovadores para a construção de infra-estruturas de matérias cinzentas em África”.

Maria do Rosário Sambo participará igualmente em sessões plenárias e temáticas, bem como em exposições de amostras dos esforços realizados em ciência, tecnologia, inovação e de iniciativas de jovens empreendedores.

As políticas institucionais e os incentivos necessários para o estabelecimento de sistemas nacionais fortes de inovação para a industrialização e desenvolvimento social, a competitividade do STI e do sector privado em áreas consideradas de oportunidades tangíveis para a transformação económica em África, mudanças climáticas, nutrição, água, Tecnologias de Informação e Comunicações, produtos farmacêuticos, assim como a identificação e orientação de acções destinadas a construção de sistemas nacionais de inovação tecnológicas para a industrialização constituirão os temas em análise durante o certame.

O fórum, que decorrerá sob a égide dos presidentes do Egipto, Abdel Fattah El Sisi, e do Banco Africano do Desenvolvimento, Akinwumi Adesina, tem como objectivo o diálogo e as melhores práticas para acelerar os investimentos no ensino superior, ciências e pesquisas, a fim de contribuírem para a economia do conhecimento, a revolução industrial e a competitividade do sector privado.

 O evento conta ainda com o apoio dos governos da Coreia do Sul e do Japão.

Assuntos Angola  

Leia também