Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

13 Abril de 2018 | 17h18 - Actualizado em 13 Abril de 2018 | 17h31

Crise financeira atrasa obras do Campus Universitário da UAN

Luanda - A escassez financeira, causada pela crise económica que afecta o país, está na base da não conclusão das obras da infra-estrutura do Campus Universitário, da Universidade Agostinho Neto (UAN), localizado em Luanda, cujos trabalhos iniciaram em 2011.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Manuel Tavares de Almeida - ministro da Construção e Obras Públicas (AO CENTRO), LADEADO POR MARIA DO ROSÁRIO SAMBO - MINISTRA DO Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação

Foto: Rosário dos Santos

Essa afirmação foi feita hoje, sexta-feira, à imprensa, em Luanda, pelo ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida, no final de uma visita de constatação à infra-estrutura do Campus Universitário da UAN, na companhia da titular da pasta do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Sambo.

O governante reconheceu que o essencial foi já erguido nas primeiras fases da construção da infra-estrutura, mas falta concluir a obra, para albergar mais alunos e conferir melhor qualidade de ensino na instituição.

Para a conclusão da obra, explicou, será criado um grupo de trabalho para elaborar tudo aquilo que já foi feito nas fases anteriores e incluir uma matriz de responsabilidades para ser levada, as preocupações do campus, a nível superior.

“O Ministério da Construção face aos problemas constantes do memorando e as tarefas que forem recomendadas, vai elaborar um cronograma de actividades para definir os prazos do trabalho”, acrescentou.

Segundo o ministro, as instalações apresentam “enormes” erros de projecto, relacionados principalmente com a drenagem das águas, mas que serão corrigidos para melhor preservação do imóvel.

Referiu que os erros em projectos de construção, principalmente os ligados à drenagem das águas acontecem, mas devem ser corrigidos, para não criarem graves problemas às infra-estruturas devido às inundações.

Assuntos Ensino Superior  

Leia também
  • 27/01/2019 22:07:16

    JMPLA prepara jovens para ingresso ao ensino superior

    Uíge - Seiscentos e 34 jovens que pretendem ingressar no ensino superior este ano terminaram sábado, na cidade do Uíge, um curso preparatório e de orientação escolar gratuito, promovido pelo secretariado provincial da JMPLA.

  • 27/01/2019 04:33:09

    JMPLA encerra ciclo preparatório e de orientação escolar gratuíto

    Cuito - Mais de quinhentos jovens candidatos ao ingresso no ensino superior no município do Cuito, Bié, encerraram sábado a quinta edição do ciclo de preparatório e orientação escolares, promovido pela Organização Juvenil do MPLA.

  • 23/01/2019 00:27:47

    Instituto Superior Privado com 810 novas vagas

    Cuito - O Instituto Superior Privado do Bié tem disponíveis, para o presente ano académico, 810 novas vagas, nas diversas especialidades, menos 200 em relação ao período anterior, anunciou terça-feira o director da instituição, Fernando Chitumba.

  • 21/01/2019 16:25:53

    UNM estabelece protocolos com associações empresariais

    Lubango - Dois acordos de cooperação destinados a contribuir a promoção de conhecimentos e elevar o perfil de saída de estudantes foi rubricado nesta segunda-feira, no Lubango, entre a Universidade Mandume Ya Ndemufayo (UNM) e a Associação Agro-Pecuária, Comercial e Industrial da Huíla (AAPCIL) e a Integração e Desenvolvimento de Empresas (UniOne).