Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

28 Agosto de 2018 | 18h37 - Actualizado em 28 Agosto de 2018 | 18h37

Educação do Moxico detecta trabalhadores "fantasmas"

Luena - Vinte e seis supostos funcionários do sector da Educação inseridos nas folhas de salário, mas sem nunca aparecerem nos locais de serviço, foram detectados e denunciados hoje, terça-feira, pelo chefe dos Recursos Humanos do Gabinete Provincial da Educação do Moxico, Cesaltino da Costa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O responsável avançou essa informação à Angop, no âmbito do I Seminário Técnico Metodológico promovido pelo sector da Educação, tendo referido que entre os trabalhadores "fantasmas", alguns ocupavam cargos de direcção e chefia.

Explicou que os falsos trabalhadores foram descobertos durante um trabalho realizado pelo Departamento de Estatística, Planeamento e Recursos Humanos do Gabinete Provincial do Moxico.

Fez saber que o trabalho de detenção de trabalhadores "fantasmas" vai continuar e prevê que mais infractores sejam descobertos e desactivados das folhas de salário.

Segundo Cesaltino Costas, existem também trabalhadores da Educação na condição de dupla efectividade, por funcionarem em outras áreas do aparelho do Estado.

Apontou como medidas para acabar-se com esses fenómenos a criação de condições e políticas para melhor controlo dos funcionários através de uma base de dados, bem como a descentralização do processo de elaboração das folhas de salários, que passarão a ser feitas nos locais onde são exercidas as actividades laborais.

Reconheceu estarem a encontrar dificuldade para descobrirem os trabalhadores na condição de dupla efectividade, por serem encobertos por certos directores de escolas.

Leia também